sábado, 29 de agosto de 2009

CORAÇÃO NO PADRÃO

Ups, estava mesmo muita gente! Ou serão figurantes do Aurora da Liberdade? Parecia a lota em hora de ponta a apresentação dos candidatos do dux de Bouças, hoje, no Senhor do Padrão.

UMA BREVE NOTA

Acabo de ver na RTP uma reportagem sobre um grupo de estrangeiros que se voluntariou para ajudar um deficiente, de cor negra, nos arrabaldes de Lisboa. Um pouco antes, um emigrante alentejano afirmara que a mãe lhe dera um dia duas opções: "Ir para Angola matar pretos ou ir trabalhar para o estrangeiro". Escolheu a segunda opção. No mesmo bloco noticioso, o ministro Mário Lino, ex-comité central do PCP, anunciou a abertura da Linha Vermelha do metropolitano de Lisboa, um investimento de 250 milhões de euros. Não sei para que serve a Linha Vermelha ou o próprio Mário Lino. O que sei é que o Estado continua a gastar milhões em "obras estruturantes" enquanto é incapaz de ajudar o mais simples cidadão. Eu sei que posso estar a radicalizar o assunto mas os factos foram-me servidos por esta ordem. O que, enquanto preparava o jantar, me causou uma certa repugnância.

LUTA NA LAMA


Como devem calcular, nada tenho a ver com isto.

Mas parece que estalou o verniz na blogosfera matosinhense.

Modéstia à parte, não é nada que já não tivesse previsto.

PS - Entretanto, o PdL está no mercado e prepara-se para "fechar" com um dos nomes grandes dos blogues matosinhenses. É que isto de ser navegador solitário dá mesmo muito trabalho...

CAMPO MINADO


Todos, ou quase todos nós passamos por fases na vida onde "tudo é estrada",sempre a abrir,sempre a participar em coisas que depois constatamos serem futilidades, e nós motivados pela crença, pelos princípios, pela razão(a nossa),participamos. Depois de se dar tudo recebemos apenas...coices, dados por quadrúpedes humanos cujos princípios de vida se regem por aquilo que nós escrevemos ou pelas ideias que colocamos na nossa blogosfera. Eles como bons comerciais que são captam de uma forma silenciosa essas ideias colocando-as como originais as deles mesmos. São sempre os mesmos, os mesmos das tais cadeiras, e agora aparecem os iluminados que querem o cadeirão, sim aquele que é destacável, diferente dos outros… o mesmo de sempre…. AQUELE GRANDE.Estes deveriam ser banidos, pois em nada dignificam o termo politico.Eu quero acreditar que alguém nos está a ler, a meditar e acreditar que a sua eleição será diferente, será melhor,será uma voz em prol dos mais necessitados, uma voz em captar trabalho, uma voz em apostar na cultura uma voz em OUVIR. Cuidado com as ambições…vejamos de quem nos rodeamos…Claro está que existe um senão em tudo isto…o campo minado…


JOSÉ MODESTO

PARALELO A PARALELO...


Narciso e a sua equipa estiveram na Rua da Barroca, onde há largos meses o meu colega Vítor Garcez lidera um movimento contra a existência desta montoreira de paralelos junto das habitações daquela zona de Perafita. O dux mostra assim que está atento aos pormenores e pronto para partir pedra até ao fim da campanha porque os votos conquistam-se na rua e esse, todos sabemos, é um terreno onde o Barroselas está como sardinha na água.
Quanto ao caso da Barroca, quer-me parecer que ainda será assunto na próxima campanha eleitoral. Mas essa é outra estória.

2.º ROUND

Meeting Radio Station com Blogues
Programa na RCM irá para o ar -quarta-feira - dia 2 ,entre as 19h e as 20h. ( repete sábado às 24h ) .
Tem como assistente de realização José Silva.
Será um meeting radio station com autores de blogues : Marco Rodrigues - Sérias Dúvidas ; Cláudia Silva - a Carroça da Clau ; Vitor Maganinho - MatosinhosOnline ; Eugénio Queirós - O Porto de Leixões ; José Modesto - José Modesto ; Francisco Castelo Branco - Olhar Direito ; Isabel Carmo - Joaninha ; Carlos Alberto Cadsf ; Mário Russo - Clube dos Pensadores .
Este programa é para os membros , simpatizantes e sociedade civil que poderão sugerir , opinar e criticar .
Há um espaço que os interessados poderão entrar em directo no programa de rádio : 1 – Via telefone através do número 22 9381756 2 - Via net através do blogue Clube dos Pensadores , na hora as opiniões dos internautas serão lidas e tidas em conta para a discussão.
Esta emissão estará disponível online a partir do site RCM ou com a frequência 91.0 no seu rádio.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

AFINAL HAVIA OUTRO*


A dois dias do fecho das "urnas", Guilherme Aguiar ultrapassa surpreendemente Narciso Miranda e corre o risco de terminar na frente na sondagem deste modesto blog, que já vai em mais de 1700 votos. Há quem fale em manipulação mas posso garantir que pela parte que me toca, aqui não se passou nada. O que sei é que os apaniguados do dux de Bouças estão atentos, espantados com a onda laranja. Bem, só se espanta com estas coisas quem anda realmente distraído.

* Guilherme.
PS - Foi alargado em mais um mês o prazo da sondagem. Sempre quero saber se Guilherme Aguiar vai conseguir chegar aos 80%...

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

BADALICES

RESPESCADO DE " O BADALO", UMA CONVERSA COM O PROF. KALISTO:

- Bom dia, professor...
- Bom-dia.
- Já sabia que estava por cá de férias...
- É verdade, vim regar o meu jardim.
- Isso eu percebi.
- Foram muitos anos a viver num apartamento...
- Bem, mas bastante central...
- Era mais no bloco de esquerda.- Mas isso não é problema, essa é uma deriva comum ao próprio presidente da Comissão Europeia...
- Esse era ainda mais radical...
- Bem, eram todos iguais, as gajas é que podiam facilitar mais um bocadinho...
- Águas passadas...
- Sim, que os moinhos ainda se movem. Mas adiante: o que foi fazer ao megajantar do Narciso?
- Comer rojões!
- Mas já não está farto de comer com pauzinhos mandados?-
Em Hanói como de faca e garfo.
- Ah, ok, é que continuamos a ter aquela imagem medieval do Vietname...
- É um país em franco progresso. Uma democracia musculada, como aquela que um dia devia vigorar em certos concelhos de Portugal.
- Falou em democracia?
- Bem...
- O músculo, talvez.- Sem dúvida.
- O que lhe disse o nosso dux?
- Quase fazia chichi nas calças, não estava à espera da companhia de uma personalidade pois há meses que anda rodeado apenas de pés-rapados e de narcisetes e candidatas.
- O homem só fez 60 anos, professor...
- Mas continua incontinente.
- Por aí...-
Achei-o abatido.
- Sim? E porquê?
- Não cheirava a peixe.
- A nova namorada deve ter-lhe oferecido um desodorizante novo...
- Quem quer ganhar a câmara de Matosinhos tem de cheirar a carapau. Como é o teu caso.
- Bem, mas isso é porque não tomo banho.
- Hum...
- Dois dias depois, lá estavas a receber uma medalha do Guilherme...
- Não foi o Guilherme que a entregou, foi o meu amigo Vítor.
- Sim, mas o Guilherme estava lá...
- Parece que faltava um candeeiro para decorar a sala.
- E antes de voltar a Hanói, subiste ao palanque para manifestar o teu apoio ao Guilherme Pinto e ao Parada.
- Foi.
- E então?
- Sou fiel ao meu partido.
- Resquícios de uma velha militância?
- Talvez. Estou a 14 mil quilómetros de Matosinhos, devo ser equidistante. E não esqueço quem me deu a mão.
- Essa mesma mão tanto costuma agarrar como “deslargar”...
- Sim, é a mão morta.
- E tem luxúria canibal?
- Aí não é tanto a mão.
- No meu caso, é.
- Que peninha, com essa idade já devias ter juízo...
- E tenho. Não sei é onde o deixei.- Devias ter continuado na UDP...
- Eh pá, os bilhares do Onda descaíam muito...
- Mas as mamas da Graça não...
- Agora, sim.
- Que conversa da treta...
- Falemos do Leixões.
- Vou mandar para lá um ponta-de-lança.
- É jeitoso?
- Bastante. Tem três nomes e não cai quando remata.
- Oh lá lá
!- Não tem saudades do tempo em que era treinador de futebol?
- Tenho.
- Já me esquecia que deu um jantar na casa do Ribeirinho a por um ponto final na sua carreira de treinador...
- Também eu.

domingo, 23 de agosto de 2009

MODESTO EM HOLLYWOOD

NOTÍCIA DE ÚLTIMA HORA: José Modesto mudou de visual e foi contratado por um estúdio de Hollywood para a nova série do "Love Boat"-

MENSAGEM PARA O POSTO DE COMANDO

Mais uma vez fica o aviso que o autor deste blog não cede a ameaças nem beija a mão ao padrinho. Quanto à sua família, está bem e recomenda-se. Quanto ao sujeito que "dança conforma a música", uma certeza: é duro de ouvido e tem pés de chumbo. Estou a ver que há muito gente a ficar nervosa. E sei porquê.

QUEM NÃO SE SENTE...


Entre 2003/4 apareceu o NAPESMAT (Núcleo de Amigos dos Pescadores de Matosinhos), composto na sua maioria por pescadores, familiares e amigos, com o objectivo de preservar, dignificar e lembrar a memória da classe piscatória, e, dar a conhecer a importância do Porto de Leixões, pouco divulgado, na vida dos pescadores e no desenvolvimento, das indústrias das pescas e conservas.
Começamos tarde! Em 09.06.2004, um mau perdedor, dá origem ao desbastador "Caso da Lota"! Em simultâneo com esta dramática ocorrência, que denegriu a imagem de Matosinhos e das gentes do mar, decorria o primeiro evento com o nosso patrocínio, "EXPOSIÇÃO - Memória de um Passado Recente.
Entretanto, após um jogo de seis meses de promessas para nos receber, o então Presidente da Câmara, Narciso, entre convites, telefonemas, evasivas, vai-não-vai, primou-nos pelo alheamento, deixando-nos a fazer figura de parvos, durante uma tarde em que recebemos a cordial visita do SR. Governador Civil do Porto, na altura o Dr. Manuel Moreira.
Não esqueci…! Fomos envergonhados e desacreditados! Nem só o mar é traiçoeiro!
Depois de uma intensa e reconhecida actividade, organizamos a 25 de Abril de 2007, uma nova exposição, "…donde vem essa voz…oh mar amigo?", e, registamos com muita mágoa e indignação, mais um ataque febrilmente arquitectado por essa figura, durante um dos seus repastos de "arrebanhamento" de sexta-feira, mas, serenos, e decididos continuamos.
Até hoje, só a morte, a doença e a idade de alguns dos nossos queridos amigos, nos tem deixado, compreensivelmente tristes.
Nestes últimos quatro anos, sempre que o NAPESMAT empreendeu uma iniciativa, apareceu o homem propagandeando o seu altruísmo demagógico, metendo a foice em seara alheia, como aconteceu recentemente a 28.05.2009. Andavamos a trabalhar afincadamente na organização das Comemorações do Dia do Pescador, e, ele, oportunista, a palrar, sobre o assunto, na rádio e pelos jornais.
Todos os dias me chegam gritos, clamando:
-Exigimos respeito e muito recato para lidar com os sentimentos das gentes do mar! Apesar de cândida e ingenuamente sonhadores, temos dignidade, não somos papalvos..., nem cidadãos de segunda! Já chega de manipulação demagógica!
A 30.05.2009, foi com muita indignação que recebi, uma carta, ornamentada com a poesia de Fernando Pessoa, dirigida ao meu sogro, Mestre Samuel, que faleceu há oito anos. O demagogo, recalca nas Comemorações do Dia do Pescador, e, renova promessas e homenagens nunca prestadas.
Eu interrogo-me:
-O Portinho de Angeiras e o Museu do Mar? Vamos voltar ao tempo dos bordões ao ombro? Por onde andou, esse efémero Secretário das Pescas durante os últimos trinta e tal anos?
- Não quero acreditar...! Será que ouvi falar num, Ordenado para os Pescadores?
Esse..., um dos responsáveis pela sorte dos pescadores que apodreceram no deserto..., não sabe, que estes humildes, não precisam que lhes recordem, a vergonha e os reveses sofridos na luta por este, mais que merecido objectivo, que nem o alvor do 25 de Abril lhes concedeu? Trabalhar e não ter ordenado é/foi doloroso, só quando vinha uma caravela, era uma festa! A panela ia p’ró lume e havia que comer!
Esse..., em que barcos andaram os homens da sua família? Só os que viram os seus mortos com a boca cheia de água, conheceram lenços, xailes, aventais e blusas pretas, podem falar com verdade, na cor das lágrimas dos pescadores!
Com a legitimidade que estes anos de trabalho voluntário, permanente e sério, junto dos da minha classe, me conferem, pergunto:
-Que futuro terá o Núcleo de Amigos dos Pescadores de Matosinhos, com o ingrato candidato Narciso, que degenerou o Partido Socialista, os seus Respeitosos Militantes e Amigos, que tudo lhe deram durante tantos anos?
NOTA: Para evitar qualquer polémica, afirmo, que este artigo, protesta unicamente, contra a candidatura do Narciso, e que suspendo a minha modesta colaboração ao Boletim MARÉ a partir deste número.
Delfim Caetano Nora

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

A LISTA DE GP

Assembleia Municipal
1. GUILHERME DO NASCIMENTO DE MACEDO VILAVERDE, DE 58 ANOS DE IDADE, DIRIGENTE COOPERATIVO
2. MANUEL FREITAS MONTEIRO DA MOTA, DE 59 ANOS DE IDADE, ENGENHEIRO TÉCNICO
3. LUISA MARIA NEVES SALGUEIRO, 41 ANOS, ADVOGADA
4. ALFREDO JOSÉ DE BARROS, DE 72 ANOS DE IDADE, PROFESSOR
5. ERNESTO AUGUSTO JORGE PÁSCOA, DE 59 ANOS DE IDADE, PROFESSOR
6. CELESTINA LUÍSA FERREIRA DA SILVA, DE 49 ANOS DE IDADE, PROFESSORA
7. TIAGO MANUEL FREITAS TEIXEIRA DA COSTA MAIA, DE 26 ANOS DE IDADE, PROFESSOR
8. CÉSAR DA SILVA CRUZ, DE 52 ANOS DE IDADE, CHEFE DE VENDAS
9. FERNANDA LIMA AMARAL, DE 56 ANOS DE IDADE, FUNCIONÁRIA ADMINISTRATIVA
10. ANDRÉ MIGUEL ROCHA DE ARAÚJO MONTEIRO, DE 33 ANOS DE IDADE, ADVOGADO
11. EDUARDO JORGE SANTOS COUTINHO, DE 51 ANOS DE IDADE, MÉDICO
12. ALCIDIA MARIA CRUZ SOUSA DE OLIVEIRA LOPES, DE 35 ANOS, PROFESSORA
13. FERNANDO ANTÓNIO MONTEIRO GUERRA, DE 67 ANOS DE IDADE, BANCÁRIO
14. MANUEL MAGALHÃES GONÇALVES GALANTE, DE 74 ANOS DE IDADE, REFORMADO
15. MARIA JOSÉ MARQUES REBELO DE 43 ANOS DE IDADE, CHEFE DE SECRETARIA
16. JOÃO FERNANDO DA SILVA SANTOS, DE 79 ANOS DE IDADE, REFORMADO
17. HENRIQUE JOSÉ ALVES DIAS BARBOSA, DE 54 ANOS DE IDADE CHEFE DE SECTOR
18. CRISTINA MARIA FERREIRA SOARES PEREIRA, DE 31 ANOS DE IDADE, TÉCNICA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
19. RUI PEDRO PINTO FERREIRA BAPTISTA, DE 42 ANOS DE IDADE, ENGENHEIRO
20. PAULO FERNANDO PIRES, DE 68 ANOS DE IDADE, SERRALHEIRO
21. AURORA MARIA FERREIRA GOMES, DE 37 ANOS DE IDADE, TÉCNICA SUPERIOR
22. ALBERTO SÉRGIO DUARTE VITERBO E SILVA, DE 70 ANOS DE IDADE, CONTABILISTA
23. FERNANDO DA SILVA SANTOS, DE 59 ANOS DE IDADE, PROFISSIONAL DE SEGUROS
24. ADÉLIA PAULA COSTA OLIVEIRA MENDES DE MOURA REBELO, DE 42 ANOS DE IDADE, DELEGADA DE INFORMAÇÃO MÉDICA
25. JOAQUIM ANTÓNIO SANTOS CABRAL, DE 44 ANOS DE IDADE, MONTADOR DE ESTRUTURAS
26. JOSÉ ANTÓNIO MARTINS CARVALHO, DE 58 ANOS DE IDADE, REFORMADO
27. MARIA CRISTINA GOMES DA COSTA PEREIRA, DE 60 ANOS DE IDADE, PROFESSORA
28. JOAQUIM PAULO DE ALMEIDA PINTO DA SILVA, DE 43 ANOS DE IDADE, ASSISTENTE SOCIAL
29. PAULO MANUEL DA ROCHA FERREIRA, DE 52 ANOS DE IDADE, PROFESSOR
30. ISAURA FRANÇA DO NASCIMENTO COSTA, DE 57 ANOS DE IDADE, RELAÇÕES PÚBLICAS
31. FERNANDO GONÇALVES DA SILVA, DE 62 ANOS DE IDADE, TÉCNICO DE INSTALAÇÕES ELÉCTRICAS
32. MIGUEL FILIPE ALVES HORA, DE 31 ANOS DE IDADE, GESTOR DE ARMAZÉM
33. ISABEL MARIA COELHO DOS SANTOS, DE 50 ANOS DE IDADE, TÉCNICA SUPERIOR BIBLIOTECÁRIA
33. PATRÍCIA DA CONCEIÇÃO MAGALHÃES CARVALHO, DE 27 ANOS DE IDADE, PROFESSORA

CORONÁRIAS (2)

PS de Matosinhos já reagiu ao símbolo narcistas e colocou o primeiro cartaz de contra-campanha.

CORONÁRIAS (1)


Baltazar Ferreira, candidato à Câmara Municipal de Chaves, vai impugnar o símbolo escolhido por Narciso Miranda para a candidatura "Matosinhos Forever". Baltazar teme que Narciso Miranda possa também plagiar o seu bigode.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

QUEM PÁRA O PARADA?


Desta vez sem qualquer possibilidade de se lançar ao mar - o máximo seria ousar atravessar o lago do jardim... -, António Parada apresentou-se como candidato à junta de freguesia de Matosinhos. Como era de esperar, uma boa casa e Guilherme Pinto muito à vontade no contacto pessoal. Com Parada ao lado fica sempre mais fácil, é um facto.


AFINAL HAVIA OUTRO

Antes de partir para o Vietname, Henrique Calisto fez questão de, publicamente, manifestar o seu apoio ao PS e a Guilherme Pinto nas autárquicas de 2009, justificando a sua presença no jantar dos rojões com o facto de ser amigo de Narciso Miranda.
Ok, mas não havia nexexidade...

ps - Entretanto, o dux convocou a Imprensa para amanhã, prometendo revelações importantes. Estou na dúvida se irá finalmente revelar quem é que roubou o famoso processo do gabinete de Almeida Pereira ou se tem a chave mágica para o próximo euromilhões...

terça-feira, 18 de agosto de 2009

AGUENTA CORAÇÃO

No sorteio das candidaturas às autárquicas de Matosinhos, o (re)partido de Narciso Miranda ficou em último lugar. Vamos lá ver se os últimos são no fim os primeiros ou se o dux tem coração para aguentar os resultados da primeira sondagem a sério...

MATOSINHOS 2009-2013


Guilherme Aguiar com o aproximar das eleições autárquicas em Matosinhos fica-se com a ideia que já tem alguém que mesmo não vencendo as eleições não tem nada a perder e tudo a ganhar.
Nenhum dos candidatos vai ter a maioria dos votos : Guilherme Pinto ( PS ) , Guilherme Aguiar ( PSD ) e Narciso Miranda ( independente ). O executivo da CM Matosinhos é constituído por 11 vereadores . Na última eleição o PS teve 6 vereadores , o PSD teve 4 e a CDU teve 1. Se porventura o BE conseguir um vereador e a CDU mantiver o seu vereador , as contas podem complicar-se e o desfecho é imprevisível.

Mas vamos partir dos seguintes pressupostos que tudo se mantém na lógica da eleição de 2005:

A CDU elege 1 vereador. Os outros 10 têm que ser distribuídos por Narciso Miranda , Guilherme Pinto e Guilherme Aguiar . Desta forma imaginemos que com a divisão dos votos da área socialista Guilherme Pinto elegia 3 vereadores , Narciso Miranda 3 vereadores, e Guilherme Aguiar ficaria com os habituais 4 vereadores . Quem seria presidente era Guilherme Aguiar e teria que se coligar ou com Narciso Miranda ou com Guilherme Pinto para governar a CM Matosinhos.


Pode acontecer que vença Narciso Miranda , desta feita tendo em conta o passado recente é mais fácil coligar-se com G. Aguiar do que com G. Pinto , devido à actual rivalidade e o ódio de estimação para com o seu colega de percurso e partido que ocupou o seu lugar.


Por último pode vencer e está em vantagem , pois é poder , G. Pinto . O actual presidente da CM Matosinhos , naturalmente para se coligar e governar Matosinhos escolherá G. Aguiar.


Há grandes surpresas nas eleições :

1- A CDU mantém 1 vereador e BE elege pela primeira vez 1 vereador tendo em conta o bom resultado nas europeias . Os outros 9 têm que ser distribuídos por Narciso Miranda , Guilherme Pinto e Guilherme Aguiar. E será presidente de Câmara quem tiver mais votos , nem que seja mais um.

2 - Outro tipo de votação em que a CDU e o BE tem mais do que 2 vereadores.

3- Guilherme Aguiar surpreende e consegue mais do que os 32% da última eleição. Ou Guilherme Pinto mantém-se de pedra e cal com uma maioria relativa ou Narciso Miranda vence amplamente.


Esta contenda lembra algo relacionado com a vida de todos nós . O pai ( Narciso ) cria , o filho ( G. Pinto ) expande e a seguir é a ruína...

Tem que se pensar no pós-eleições , os matosinhenses precisam é de gente que governe a autarquia com eficácia , sobriedade , sem espaventos e ressentimentos .Os cidadãos desejam que os políticos se atrevam a pensar e a decidir o que eles ( cidadãos ) pensam . Deve desenhar-se um programa de baixo para cima dando o poder de decisão aos cidadãos. Um programa eleitoral deve basear-se em debates e contribuições dos “ internautas-eleitores”. Ouvir as pessoas : ver o que sugerem para o seu bairro , e o local aonde vivem , de forma a melhorar a sua qualidade de vida.
JOAQUIM JORGE, fundador do Clube dos Pensadores

sábado, 15 de agosto de 2009

SUCESSO




Não sei quanto custou o concerto de Daniela Mercury na antiga praia dos Ladrões, o que sei é que foi um TREMENDO sucesso. Muito mais que 3000 pessoas e sem rojões para chamariz. Uma festa popular de que Perafita não se esquecerá tão cedo, caso não tenha também ela um problema de memória.

BIZANTINO MORAL

Retirada de O BADALO, suplemento humorístico do Matosinhos Hoje, esta conversa do Conde de Perafita com Bizantino Moral-

- Boa noite, caro Bizantino. Como vai essa moral?
- Óptima. Acabei de transferir 100 mil euros para a conta de uma costureira portuguesa que trabalha na Suíça.
- Mas não estás preocupado com os sete anos de prisão efectiva que apanhaste?
- Nada. Já telefonei ao Vale e Azevedo e ele disse-me para estar tranquilo.
- Lá vais ganhar, então, mais uma vez as eleições para a Câmara de Palermo...
- Claro, os palermas votam sempre em mim. Gostam deste estilo. Eles e elas.
- Tens fama de galaró...
- Oh, oh, oh. Fama e proveito.
- Um dia ainda te tramas com essas coisas...
- Tranquilo, meu. Agora só vou lá de camisinha.
- Não é isso, as gajas podem dar com a língua nos dentes...
- Já dão. E bastante.
- Imagino. Outra coisa: quem é que achas que vai ganhar em Matosinhos?
- O Narciso.
- A sério?
- Não, é brincadeira, mas vai ganhar. O gajo está irresistível naquele seu fato de lycra de cicloturista, tenho visto no site dele...
- Bem, pedalada foi coisa que nunca lhe faltou...
- O outro não tem hipóteses...
- Que outro?
- Aquele a quem chamam Guilherme Tinto.
- É bom rapaz...
- Por isso mesmo.
- Diz-me lá que percebes do assunto, quando as pessoas daqui falam nos recuados do teu amigo o que é que pensas?
- É tudo má língua. É malta que nunca levou no recuado e não sabe o que é bom.
- Dizem que ele tem 84 só aqui no concelho...
- Bem, então está quase a apanhar o Tomás Taveira.
- Não desconverses, Bizantino. E do Valentim, o que pensas?
- É o maior. Para ele mais uma vez vão ser batatinhas lá em Gondomar.
- E a Fatinha?
- Uma santinha. Tá boa como o milho.
- Não me digas...
- Não, nunca. Mas...
- Ok, Bizantino, acalma-te um bocado, que já estou a sentir as tuas vibrações no meu telemóvel...
- É o que elas dizem sempre.
- F...,m só sabes falas de sexo.
- Ai falo, falo...
- Não me digas que és como o Melão Choco...
- Quem é esse gajo?
- É um tipo que conheci na Coriscada e que tem de andar com ela amarrada à perna.
- Ups! Pensei que era o Seabra.
- Essa é outra história...
- Pois do gajo não falas, que és amigo dele...
- Deixa-o estar quietinho ao lado do Costa, que ele bem precisa que o protejam do Santana...
- Desse também dizem que é como o Melão Choco...
- Pois, alguma virtude teria de ter.
- Como eu. Bizantino Moral, o melhor autarca do país.
- E arredores.
- Sobretudo.
- É tudo meu, amigo, ou ainda tens de escrever mais algumas linhas para completar a página?
- Bem, precisava de mais cinco, pelo menos.
- Sempre te posso dizer que o pessoal aqui de Palermo está cada vez mais palerma comigo.- Porquê?
- Todos os dias quando acordo tenho uma fila de táxis à porta de minha casa.
- A sério?
- Querem todos que lhe abra uma conta.
- Imagino...
- Devem pensar que ando a assaltar bancos.
- Quase.

QUE GRANDE ENCOMENDA!


Os agentes da Polícia Municipal (PM) de Matosinhos queixam-se de não receber o pagamento das horas extraordinárias há seis meses. A dívida chega, em alguns casos, a cerca de mil euros e está a gerar revolta no efectivo policial. Contactado pelo CM, o comandante da Protecção Civil, Salgado Rosa, desmente a acusação e diz que apenas os subsídios de fim de Março e Maio estão em débito, mas ressalva que o é "a pedido dos próprios agentes, devido aos descontos mensais que fazem". A versão dos polícias municipais é bem diferente. "Desde Fevereiro que não nos pagam. A justificação que nos deram foi a de que com a mudança de lei, que entrou em vigor em Janeiro de 2009, é necessário lançar os mapas do pessoal, no início do ano, e que isso não foi feito", disse um agente da PM. As fontes ouvidas pelo CM afirmam que o conflito entre os agentes e a hierarquia se agravou na passada segunda-feira, quando numa reunião com o coordenador-principal da PM, António Gil Vaz, o problema foi colocado. "A resposta fez-se em tom de ameaça. Disse-nos que se levantássemos muitas ondas, ficaríamos sem subsídio de turno, o que representa 25 por cento do vencimento. Para os agentes mais novos, que ganham muito mal, é uma forma de pressão muito grande", revelou a fonte. "Sentimo-nos descriminados", acrescentou. O comandante Salgado Rosa responde com surpresa. "Não temos problema em pagar, como nunca tivemos. Estou muito surpreendido com essas acusações porque foi a pedido deles que não pagámos ao ser alertados para a sobrecarga fiscal", salientou. Ao que apurámos há já agentes que estão a negar fazer horas extraordinárias, o que está a gerar complicações a quem faz o escalonamento do pessoal.
in "Correio da Manhã"


ELE É ASSIM...

Narciso Miranda lá conseguiu as assinaturas necessárias para candidatar a sua lista a todos os órgãos autárquicas, conforme revelou cerca de 19 mil, portanto bem acima das 12 mil e tal necessárias por lei. Houve bluff nos últimos dias e os seus opositores morderam o isco. Está visto que não se pode subestimar esta força da natureza que é Narciso Miranda. O homem vai mesmo até ao fim embora a sua lista para a CMM seja tudo menos surpreendente. Já se sabia que o general que lhe foi apresentado por JJ estaria lá bem assim como alguns lugares-tenentes. Para os que ficaram de fora e que cobiçaram um lugar, nem que fosse a n.º8, sobra a frustração que tentam mascarar com críticas ao elenco apresentado. Fraco, na minha perspectiva. Mas se calhar não muito mais fraco que os outros elencos que se avistam na terra dita de horizonte e mar. Faltam 2 meses para a meta e NM, ao contrário do que vaticinam alguns, ainda tem trunfos para jogar. O baralho, esse, está cada vez mais baralhado.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

PAR DE JARRAS


Como diz uma amiga minha, eis uma conjugação astral.

INTERVALO TÉCNICO

Depois de uma semana e meia de acção no Castanheiro do Vento e em Vale do Mouro - onde os trabalhos continuam até ao fim do mês sob a direcção de Tony Silvino e Sá Coixão -, recarrego a bateria para além do Marão, longe do flagelo da nortada que tem varrido a nossa orla costeira. A rentré está para breve e prometo também escavar algumas coisas relativas a alguns dos plumitivos candidatos pois, como diz um amigo meu, a malícia do homem é infinita. E a da mulher, presumo.

ps - Bem, eu sou aquele tipo elegante de camisola azul com o boné da final da Liga dos Campeões de 2004, em Gelsenkirchen.

LINHAGEM

Informa-me uma fonte geralmente bem colocada, e não é a das sete bicas, que entre o candidato n.1 do PSD à Câmara de Matosinhos e o seu n.2 há a uni-los também a ligação marital dos respectivos filhos, sendo que um deles estará na calha para suceder a Aguiar na GaiaAnima... Enfim, o mundo é pequeno.

domingo, 9 de agosto de 2009

CANDIDATURAS INDEPENDENTES


Interessante seria alguém que nunca teve nenhum cargo público, vindo genuinamente da sociedade civil e conseguisse ter êxito, pôr as suas políticas e ideias em prática.


Ser candidato independente a um órgão autárquico a lei permiti-o, mas ao Parlamento não, só inserido em listas de partidos.Uma candidatura independente a um órgão autárquico exige um conjunto de condições prévias mais complexo que as apresentadas pelos partidos, nomeadamente um número mínimo de assinaturas e uma especial capacidade financeira por parte da estrutura de apoio. O cálculo de base para determinar o número mínimo de assinaturas, cujo valor absoluto varia de caso para caso, baseia-se numa equação onde o número total de eleitores é dividido pelo triplo dos eleitos locais.Em hipótese, num concelho com cem mil eleitores e 11 membros de um executivo municipal, seriam necessários 3.030 assinaturas (100.000 a dividir por 33), a entregar num prazo a definir após a publicação da data da realização das eleições autárquicas – o que só acontecerá no segundo semestre de 2009. O número de assinaturas necessário desce substancialmente quando falamos de uma candidatura à Assembleia Municipal, já que o número de eleitos é substancialmente maior – no mesmo universo de cem mil eleitores, e face a uma AM com 30 membros, são precisas 1.111 (100.000 a dividir por 90). Os partidos, que se encontram já registados, e que aquando da sua formação tiveram também de apresentar um número mínimo de assinaturas, já não são obrigados agora a esse procedimento, bastando apresentar os nomes dos candidatos. O financiamento de uma candidatura independente é rigorosamente igual ao de uma partidária, mas sem o “guarda-chuva” financeiro em que os partidos normalmente se transformam durante o período eleitoral. Os partidos optam normalmente por contrair um empréstimo global com a banca, entregando logo no arranque da pré-campanha uma determinada tranche a cada candidato.Um candidato independente terá de depender num primeiro momento de um empréstimo que faça a expensas próprias, esperando depois conseguir os apoios e patrocínios necessários para o pagar na totalidade. O Orçamento de Estado atribui uma verba geral para patrocinar candidaturas em cada acto eleitoral, tendo cada município direito a um determinado “bolo”. Um quarto desse “bolo” é distribuído de forma igual por todas as candidaturas, sendo os restantes 75 por cento distribuídos de acordo com os resultados eleitorais – pagos apenas após a publicação desses resultados, ou seja, nunca antes de meados do ano seguinte. Uma candidatura independente tem direito a receber donativos como a de um partido, com as mesmas restrições: cada doação está limitada a um máximo legal e só pode ser feita por particulares devidamente identificados, nunca por empresas. Para o efeito, por norma uma candidatura independente é suportada por uma associação ou “movimento de cidadãos” com número fiscal próprio para “passar recibo” a cada donativo efectuado e com quotas pagas pelos respectivos associados – que em alguns casos podem corresponder a centenas ou mesmo milhares de cidadãos. Até agora a maioria das candidaturas independentes vêm de pessoas que se zangaram ou os partidos não as quiseram como candidatos e concorreram por motu proprio. Isaltino Morais, Valentim Loureiro, Fátima Felgueiras, etc., tiveram êxito devido ao seu mediatismo e saberem do que a casa gasta. De outro modo mas também – Helena Roseta. Para a Presidência da República Manuel Alegre. Vamos ver com Narciso Miranda. Interessante seria alguém que nunca teve nenhum cargo público, vindo genuinamente da sociedade civil e conseguisse ter êxito, pôr as suas políticas e ideias em prática. Mas para se ter poder politico (independente dos partidos) é preciso poder económico. Era bonito um dia acontecer, não é fácil chegar lá, mas de todo impossível.


JOAQUIM JORGE

sábado, 8 de agosto de 2009

AO FIM E AO CABO...

É do conhecimento público que, em 22 de Julho p.p., apresentei o meu pedido dedemissão do cargo de coordenador do Secretariado da secção de Guifões doPartido Socialista.Julgo também públicos os motivos em que radicaram tal pedido: um mal-entendido com origem em correio electrónico trocado com o camarada Carmim Cabo, presidente da Junta, que não foi suficientemente esclarecido em devido tempo.Entretanto, enquanto cidadãos e camaradas sentámo-nos à mesa e conservámos,reflectimos e concluímos que não poderiam ser questões de “lana caprina” a colocar em causa a amizade, a solidariedade, a cumplicidade e a militância de largos anos par a par, sobretudo num percurso autárquico pleno de sucesso.Por isso, e por entender talvez um pouco precipitado tal acto e porque se encontram devidamente esclarecidos os (nem sequer) mal-entendidos ocorridos,dou de imediato sem efeito o meu pedido de demissão, deixando bem claro esem equívocos nem margem para dúvidas o meu apoio ao candidato Carmim do Cabo e à equipa que vier a acompanhá-lo.
CARLOS ALBERTO

DANÇA DAS CADEIRAS


Para muitos é considerado um jogo. Não tenho duvidas ou ilusões, não é um jogo, é simplesmente uma questão estratégica. Politicamente começou a Dança das Cadeiras… Foram duas, as quintas-feiras que durante este ano tive a oportunidade de assistir a duas AssembleiasGerais Ordinárias na CMM.Fiquei surpreendido com a oposição ali existente, ela de facto não existe, tem pouca expressão!!! Porquê perguntam os nossos leitores? Simplesmente porque a oposição não faz os chamados TC (trabalhos de casa), mas não é só isso, a oposiçãofalta simplesmente à chamada… como é possível!!!.Lembro-me que o Sr. Presidente da Assembleia Geral perguntou à assistência se queriam falar… a assistência, por incrível que pareça, era eu e mais uma senhora que se encontrava na plateia.Tive vontade de falar e perguntar onde param os elementos que as nossas freguesias normalmente elegem…não tive coragem…é um meio para mim ainda desconhecido… Neste período eleitoral podemos constatar que a Dança das Cadeiras começou a causar desconforto em todos os PartidosPolíticos, Direita -Centro-Esquerda, uns são convidados a sair para que outros possam avançar, outros são descartáveis porquese usa e deita-se fora!!! Outros porque se mexem na comunicação social !!! outros porque teimam em ficar apesar da idade seravançada!!!outros porque têm a sede do protagonismo!!!outros porque têm dinheiro!!! É de facto um período terrível, é um período que deixa marcas, fracturas, mossas.Importante é que alguns que nunca participaram em actos de cidadania, agora vêm ao longe a referida cadeira e de umaforma totalmente descontrolada e a uma velocidade perfeitamente exagerada, tentam alcançar a cadeira ou a tentar permanecerna mesma. Eu não tenho dúvidas, eu estou neste momento sentado na minha cadeira e a escrever…


JOSÉ MODESTO

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

AGORA É QUE É

Finalmente o PSD/Matosinhos arranca na campanha eleitoral prometendo a instalação em todas as ruas do concelho de WC laranjas. Clarisse de Sousa discorda da medida pois não combinam com a cor do seu cabelo.

PERPLEXIDADE


Choque e espanto.

Na quinta-feira, Calisto subiu ao palco, ao lado da cromática Rosa Mota, para dar um abraço a Narciso Miranda, no megajantar de apoio e aniversário do proto candidato.
Dois dias depois, recebeu de Guilherme Pinto a medalha de mérito concelhio.

Há coisas que não dão para perceber. Esta é uma delas. Ou se calhar sou eu que sou muito estúpido.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

ERECÇÃO

Já todos sabemos que em Matosinhos, por causa das autárquicas, anda muito gente com "a" aos saltos. O que não sabíamos é que também os postes da marginal estão a ter ataques de priapismo. Cá fica a prova, deixada pelo sempre atento José Modesto.

AINDA A ROJOADA

Vamos então ser objectivos.
1.- No final do Jantar, passaram para a opinião pública que cerca de 3.000 pessoas (posteriormente, um jornal falou de 1.700).
2.- Cada mesa leva 10 pessoas.
3.- Para 3.000 pessoas, seriam necessárias 300 mesas.
4.- O pavilhão Rosa Mota, no seu piso base, pode levar 140 mesas redondas de 10 pessoas cada uma.
5.- Isto é, seriam necessários dois Pavilhões Rosa Mota juntos para albergar as 3.000 pessoas.
6.- Na foto (que abrange a maior parte já do Pavilhão) contam-se 88 mesas.
7.- 88 Mesas são 880 pessoas.
8.- Para as 1700 pessoas, era preciso que o pavilhão tivesse o dobro do tamanho daquilo que se vê na foto, que obviamente não tem.
9.- Para as 3.000 pessoas, era preciso que estivéssemos a ver na foto apenas pouco mais de 1/4 do pavilhão.
10.- Tudo isto tem pouca importância. Só tenta fazer dos comícios uma sondagem se importa com isto. Por exemplo, como José Sócrates, que anunciou, nas vésperas das últimas eleições europeias, que tinha feito o maior comício do PS neste século. E PERDEU AS ELEIÇÕES.
11.- O que mostra que estas manobras já não impressionam quem tem que votar. os quais serão, seguramente, mais de 100.000 em Matosinhos.
12.- Perante estes números, 1.700 ou 3.000 valem o mesmo. Isto é, nada. Apenas provam, um e outro número, quem é que continua a mentir descaradamente.Magalhães Pinto.

MAGALHÃES PINTO