quinta-feira, 30 de setembro de 2010

BELOS VELEIROS

Mais um contributo de José Modesto sobre o movimento portuário em Leixões. Dois belos veleiros atracados no cais Norte: o Sorlandet, de 57 metros, e o Alva, de 52.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

FEIRA MEDIEVAL

A feira medieval de Leça do Balio foi mais uma vez um grande sucesso. Sucesso, bem entendido, no sentido castelhano de acontecimento. Ou seja, foi um grande acontecimento, com grande participação de público, excelentes momentos cénicos de recriação, bons petiscos e convívio. Não sei quanto custa isto nem me interessa embora me digam que até nem é muito se tivermos em conta os patrocínios conseguidos. O que sei é que é assim que se trabalha na área da cultura, é assim que se recupera o passado e é assim que se aproveita o património edificado. Pena é que o dono da chave do mosteiro continue impunemente a criar obstáculos a este GRANDE ACONTECIMENTO aqui retratado magnificamente por FRANCISCO TEIXEIRA, um artista matosinhense que tem de ser rapidamente reconhecido através de uma mostra dos seus trabalhos ou de uma edição.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

LA NAVE VA


A doca vista da janela do meu carro, na imobilidade possível de quem passa na Ponte Móvel de Leixões, correndo não se sabe para onde, se calhar para sítio nenhum, deixando para trás o sonho de entrar num paquete e de rumar a um fiorde longe do mundo.
Nem de propósito, o JN de hoje, assumindo-se em definitivo como um jornal paroquiano, dedica uma página ao vandalismo que assola a ponte depois da desmobilização dos seguranças que por ali andavam:
"Inaugurada há três anos e galardoada internacionalmente, a ponte móvel de Matosinhos está tomada pela sujidade. Há painéis de acrílico partidos e os elevadores são usados como quarto de banho. Os utentes protestam. A APDL diz que vai reforçar a fiscalização."
Ora, todos sabemos que os portugueses passam-se quando abandonam o ambiente caseiro e fazem do espaço público o que um porco não consegue fazer da sua pocilga. Sendo que para ajudar alguns meninos com graves problemas existenciais desatam aos pontapés a vidros, caixotes do lixo e a todo o tipo de mobiliário urbano pensando que estão a exorcizar os fantasmas que habitam nas respectivas casas. É um fenómeno de catarse que se regista. Temos o espaço público que temos, no estado em que está, porque somos, no geral, um povo acívico e desequilibrado mentalmente.

domingo, 26 de setembro de 2010

CRIME, DIGO EU


"De um modo geral, a qualidade ar na região onde se insere o Projecto, de acordo
com os trabalhos de campo e bibliografia consultada, poder-se-á classificar como
média, sendo de salientar que o poluente atmosférico mais vezes responsável por
esta classificação são as emissões de partículas (PM).
Outros aspectos também importantes, são os fenómenos episódicos de SO2 e NO2
que se registam nesta região. É também de destacar, pela negativa, que a ocorrência
de dias com uma qualidade do ar classificada como Muito Boa é inferior aos dias em
que a mesma classificação aponta para uma classificação de Má qualidade.
Os principais contribuintes com poluentes atmosféricos nesta região, são as
industrias, o Aeroporto Francisco Sá Carneiro e o tráfego automóvel."


Estudo da GALP, em 2002, sobre a zona Norte (em relação à Petrogal) do concelho de Matosinhos.


Obviamente, dispensa comentários...

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

OUTONO

Uma magnífica foto de Luís Vieira, jornalista do Record, a abrir o Outono na praia de Leça da Palmeira. Regalem-se.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

PARA VER



Um estudo muito interessante sobre Matosinhos e Leça da Palmeira:

BOLETIM "MARÉ" N.º 78


O Núcleo de Amigos dos Pescadores de Matosinhos continua a prestar um grande serviço comunitário ao editar o boletim "Maré", disponibilizado em várias sítios sobretudo de Matosinhos - na biblioteca pública e, por exemplo, na padaria Leal (avenida Serpa Pinto). O último número (o 78) abre com a história de António Rodrigues Pinto Pinhal Júnior, um dos grandes industriais das conservas de peixe, nascido a 21 de Novembro de 1916. A fábrica de conversas com o nome de família(a Pinhais), que ainda hoje labora, sendo a única a aplicar o método tradicional e dedicando quase toda a sua produção à exportação, foi fundada em 1926 e ampliada em 1945. Pinhal Júnior foi um dos impulsionadores do movimento "Tostão por cabaz de sardinha" que tanto contribuiu para a construção da nova capela de Santo Amaro e do Estádio do Mar. Hoje, com 87 anos de idade, trabalhando na fábrica desde os 20, este industrial e benemérito matosinhense entende que a cidade merece um museu que conte a grandeza do concelho nesta área. Pode ser que em breve tal seja possível...
Ainda neste último número de "Maré" conta-se a história de Carlos Santos Filipe Reis, mais conhecido por Carlos Facas. Apresentado como "um homem de luta". Facas abraçou causas sindicais e chegou a despejar todo o peixe que um pescador queria vender em tempo de greve.
As centrais são dedicadas ao passeio a Peniche e a Serra d'El-Rei dos amigos do núcleo, onde não faltou uma incursão ao imaginário do Mártir São Sebastião.

Vá lá, não custa nada. Procure o "Maré" e entre na onda.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

SEXTA-FEIRA, NO BALIO DE LEÇA

Junta de Freguesia da Vila de Leça do Balio vai levar a efeito, dia 24 de Setembro às 21,30 horas, um Debate sobre Políticas Desportivas e Ensino, no Centro Cultural de Leça do Balio (frente ao Mosteiro) onde participarão de entre outras, as seguintes individualidades ligadas ao Desporto e Ensino:

- O Presidente da Junta de Freguesia, Francisco Araújo, que moderará o debate;

- Engº Paulo Paraty, monitor da Federação Portuguesa de Futebol;

- Prof. Dr. Jorge Silvério da Universidade do Minho;

- Mestre José Neto; Professor Universitáio do ISMAI

- Dr. José Guilherme Aguiar, Vereador do Desporto da Câmara Municipal de Matosinhos;

- Dr. Correia Pinto, Vereador do Ensino da Câmara Municipal de Matosinhos.

Bora lá, malta.

sábado, 18 de setembro de 2010

VELOCIDADE DE CRUZEIRO



Esta semana atracaram em Leixões pelo menos três navios de cruzeiro - dois eles aqui captados pela objectiva do inevitável JOSÉ MODESTO -, assim se provando que este é um porto também excelente para navios de turismo. Só é pena que fiquem cá pouco tempo e que os turistas sejam encaminhados para as caves do vinho do Porto. Há algum trabalho para fazer nesta área pois o potencial está todo aí. No fundo, a Leixões não atraca apenas estilha...

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

DUX DE LUX


Ostracizado ou mexilhonizado pelo Partido Socialista, de que foi um dos promotores nos quentes anos pós-PREC, Narciso Miranda vê-se hoje aprisionado num T 1 de um bairro social felizmente com vista para o mar. Ei-lo no intervalo do estrujido de punho erguido enquanto ao fundo a burguesia socialista invade o jardim de um condomínio e monta o cenário de crise com o engenheiro virtual no meio, na rentrée do partido que está de saída de poder. Todos sabem que sempre admirei o nosso dux e é por coisas assim que continuo a gostar dele, o que me vai custando um ou outro dissabor do poder estabelecido. Mas tenho a certeza que esta é a minha sina. Fica aqui o registo de mais uma acção de campanha de quem é um resistente. Quando pensarem que o homem já era, muito cuidado! Este é realmente o animal feroz da nossa política de trazer por casa.

sábado, 11 de setembro de 2010

HOSPITALÁRIOS

Como sou um tipo nitidamente azarado, fui à feira medieval de Leça do Balio e encontrei-me com o presidente Pinto e com o vereador Rocha mas não vi a bela deputada socialista (Luísa Salgueiro). Pelos vistos alguém teve mais sorte e apanhou o trio durante a ceia medieval do programa da (bonita) festa. Como dá para ver, o presidente já despachou tudo o que tinha a despachar, só deixou mesmo prato de pão, enquanto Fernando Rocha parece surpreendido com o fotógrafo. Quem seria ele? PdL deixa algumas hipóteses:
- O dux.
- Pinto da Costa.
- Juca Magalhães
- Nuno Álvares Pereira
- José Modesto.

Fica à vossa consideração.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

PIOR A EMENDA...


Não sei o que era pior.
Se o vulcão de estilha.
Se a barreira de contentores.

ASSEMBLEIA DE LEÇA

O meu amigo José Modesto costuma empurrar-me para as assembleias de freguesia de Leça da Palmeira e mais uma vez conseguiu convencer-me. Ali chegado, não arranjei lugar na sala e tive de me alapar numa cadeirinha do hall, ainda a tempo de ouvir as intervenções dos fregueses, entre as quais a habitual palestra do Modesto. Entretanto, não sei como, o meu telemóvel passou para o modo de fotografia e a minha mão tremeu quando um dos membros da assembleia de freguesia se levantou. Quando o inévitável Monteiro da Mota (?) começou a falar, desci alguns degraus, na proporção do aumento dos decibéis e espantei-me com os computadores Apple da zona de atendimento ao público, com um deles a transmitir em directo o que se passava no andar de cima. Fiquei, portanto, ali alguns minutos com a imagem plasmada e o som ao vivo do senhor Mota, posto o que fui à vidinha, cumprimentei o sem afável Pinto Lobão e hoje ao verificar as imagens da câmara fotográfica do meu Nokia eis-me surpreendido com esta diáfana imagem de uma ninfa emergindo da assembleia do povo.
Como vêem, mesmo numa simples assembleia de freguesia podemos ser agradavelmente surpreendidos. Pela tecnologia dos homens e pela tecnologia de Deus.
Ámen.

A PONTE

É um ritual que não dispenso: parar o carro na ponte móvel, ver os tabuleiros a subir, esperar pelo barco que vai para algures, fumar um cigarro, absorver o ambiente Blade Runner, passar em fim para a outra margem. É um ritual de passagem que acaba por estar no nosso código genético, mesmo quando não nascemos por aqui mas em Barroselas ou em Cinfães do Douro.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

O CIRCO E OS PALHAÇOS


Estão bem uns para os outros.


ps - a tal picardia entre xuxas e laranjinhas no comício do tanguista.

BOA NOVA






Na praia lá da Boa Nova, um dia


Edifiquei (foi esse o grande mal)


Alto castelo, o que é a fantasia


Todo de lápis-lazúli e coral!




Naquelas redondezas não havia


Quem se gabasse dum domingo igual:


Oh Castelo tão alto! parecia


O território dum Senhor feudal!




Um dia (não sei quando, nem sei donde)


Um vento seco de Deserto e spleen


Deitou por terra, ao pó que tudo esconde




O meu condado, o meu condado, sim!


Portque eu já fui um poderoso Conde,


Naquela idade em que se é conde assim...




António Nobre, 1887




PS - Onde se lê conde deve ler-se dux


domingo, 5 de setembro de 2010

O COMÍCIO

Os boys do PS bem se fartam de esgalhar para passar ao país aquela imagem dinâmica de um líder empolgante, sexy e cínico como o povo gosta. De vez em quando, a guarda baixa e possibilita-nos imagens como esta, relativa ao comício da rentrée em Matosinhos. Ou seja, um Sócrates a roer as unhas, um Guilherme Pinto sorumbático, um Almeida Santos sempre ambalsamado e um Xico Assis a fazer alongamentos. A passadeira de vermelha, essa, já todos sabemos, é só um adereço.

sábado, 4 de setembro de 2010

SICÁRIOS


No seu afã normal, preso ainda ao fascínio decadente do dux, o JN de hoje levanta as parangonas para gritar que a instalação da SIC no antigo matadouro vai custar dois milhões de euros à autarquia. Pouco interessa que esse investimento seja recuperável em pouco mais de uma dezenas de anos em rendas ou que Matosinhos tenha conseguido atrair a Impresa - que não é só a SIC - para Matosinhos, ou seja, colocando aí mais de uma centenas de trabalhadores todos os dias perto do nosso comércio e da nossa restauração. Fez bem Guilherme Pinto em atrair esta grande empresa de comunicação social para a cidade de Matosinhos, ajudando a requalificar uma zona - Matosinhos Sul - que bem precisa de ser rematada em beleza. Quanto aos energúmenos do costume, ou cospem por raiva, ou escarram por despeito ou então apenas obram a merda do costume.

HIC!

Esta contaram-me hoje no comício da rentreé do PS em Matosinhos:

Um bêbado estava a passar por um rio, quando viu um grupo de evangélicos a orar e a cantar. Resolveu perguntar:
- O que se está a passar... hic... aqui?
- Estamos a fazer um baptismo nas Águas. Você também deseja encontrar o Senhor?
- Hic... Eu quero, sim...

Os evangélicos vestiram o bêbado com uma roupa branca e levaram-no para a fila.
Numa margem do rio estava um pastor que pegava nos fieis, mergulhava a cabeça deles na água, depois tirava e perguntava:
- Irmão... viste Jesus?
- Ã", eu vi, sim...
E todos os evangélicos diziam:
- Aleluia! Aleluia!

Quando chegou a vez do bêbado, o pastor meteu-lhe a cabeça na água, depois tirou e perguntou-lhe:
- Irmão... viste Jesus?
- Não! - Disse o bêbado.

O pastor colocou novamente a cabeça do bêbado na água e deixou-a lá um certo tempo. Depois tirou-a e perguntou:
- E agora, irmão... viu Jesus?
O bêbado já bastante ofegante, lá disse:
- Não!

O pastor, já nervoso, colocou de novo a cabeça do bêbado debaixo de água e deixou-a lá por uns cinco minutos. Depois puxou o bêbado e perguntou-lhe:
- E agora, irmão... já conseguiste ver Jesus?
O bêbado, já mole e trôpego de tanta água engolir, disse:
- Foda-se já disse que não! Vocês têm a certeza de que ele caiu aqui????...

* UM CONTRIBUTO DE VÍTOR OLIVEIRA

AVANTESMAS

Foto JOSÉ MODESTO A marginal de Leça da Palmeira foi poluída na última semana por pendões anunciando uma concentração de comunistas apreciadores de cerveja algures numa quinta da margem Sul do Tejo. É lamentável que o espaço público continue a ser hipotecado à publicidade deste tipo de iniciativas. Não sei o que o Siza tem a dizer disto mas desta vez suspeito que nada tem a dizer.

MODESTO VOLTA A ATACAR*

EM PRIMEIRO LUGAR ESPERO QUE TODOS TENHAM TIDO UMAS BOAS FÉRIAS, QUE TODOS TENHAM RECARREGADO AS BATERIAS. AS FÉRIAS SÃO SEMPRE MERECIDAS DEPOIS DE UM ANO DE TRABALHO.
JÁ O DISSE NESTE HEMICICLO, VOLTO A DIZER: O PODER POLíTICO LOCA AINDA NÃO SE CONVENCEU DA IMPORTÂNCIA DESTE SECTOR ....O MAR.

A CIDADE DE MATOSINHOS É UMA CIDADE DE MAR.

PEÇO-LHES A VOSSA ATENÇÃO

PARA AQUILO QUE VOU LER

DEVEMO-NOS CONCENTRAR MAIS NA SOLUÇÃO E MENOS NO PROBLEMA:
EU CLARAMENTE PARTILHO ESTA IDEIA.

NAS ÚLTIMAS SEMANAS TEMOS LIDO ATRAVÉS DA NOSSA COMUNICAÇÃO SOCIAL, VÁRIAS NOTICIAS SOBRE O PORTO DE LEIXÕES, O NOSSO PORTO, NOMEADAMENTE A TÃO FAMOSA ESTILHA E O VIDRO QUE ESTÁ A SER DESCARREGADO NESTE MESMO PORTO.

(APENAS UMA OBSERVAÇÃO)

SABIAM QUE:TODOS OS PORTOS NACIONAIS QUEREM A FAMOSA OPERAÇÃO DE DESCARGA DA ESTILHA BEM COMO A DESCARGA DO VIDRO OU SUCATA?

COM A EXCEPÇÃO DO PORTO DE ÁGUA PROFUNDAS (SINES) TODOS OS PORTOS NACIONAIS TÊM DESCARGAS OU CARGAS DESTES PRODUTOS.

COMPREENDENDO... V.EXª.S... DIR-ME-ÃO:

MAS OS OUTROS PORTOS NÃO ESTÃO DENTRO DAS CIDADES!!....É VERDADE, MAS MATOSINHOS É E SEMPRE FOI UMA CIDADE PORTUÁRIA E PiSCATÓRIA TAL COMO VIGO,ANTWERPIA, FELIXSTOWE, SOUTHAMPTON...NO REINO UNIDO, ACREDITEM, ESTAS CIDADES BEM COMO OUTRAS NÃO VIVEM OBCECADAMENTE A DEITAR O SEU PORTO ABAIXO.

A COMUNIDADE PORTUÁRIA...VIVE EM PLENA SINTONIA.

COMO ALGUNS SABEM, ESTANDO EU LIGADO A ESTA ÁREA SEI OBVIAMENTE DAQUILO QUE ESTOU A FALAR...E NÃO ESTOU SEQUER A DEFENDER A MINHA SUPOSTA “DAMA” COMO SE COSTUMA DIZER....SENÃO VEJAMOS:

CONCORDO QUE A REFERIDA ESTILHA DEVE SER ACONDICIONADA DE FORMA A QUE TODOS OS ASPECTOS AMBIENTAIS SEJAM SALVAGUARDADOS E QUE AS POPULAÇÕES NÃO SOFRAM COM ESTA REFERIDA DESCARGA…


EU ACHO... SINCERAMENTE QUE ESTÃO A SER TOMADAS TODAS AS PRECAUÇÕES DEVIDAS DE FORMA A QUE A SEGURANÇA E TODOS ASPECTOS AMBIENTAIS SEJAM SALVAGUARDADOS.

RELEMBRO A TODOS OS MATOSINHENSES QUE PELA PRIMEIRA VEZ EM PORTUGAL UMA ADMINISTRAÇÃO PORTUÁRIA OBTÉM A ISO 9001:2008 PARA A TOTALIDADE DO PROCESSO MEIO DE TRANSPORTE DE NAVIO, INTEGRANDO TODAS AS ACTIVIDADES OPERACIONAIS E DE SUPORTE ASSOCIADAS.


O PORTO DE LEIXÕES É UMA REFERÊNCIA NACIONAL E MUNDIAL, ESTÁ NA VANGUARDA DAS NOSSAS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES.

É UM PORTO POR EXCELÊNCIA NA FORMAÇÃO DOS SEUS FORMANDOS

O PORTO DE LEIXÕES, QUER QUEIRAMOS QUER NÃO, É UMA MAIS VALIA PARA MATOSINHOS PARA TODOS NÓS.


DESTA FORMA, PEDIA CONTENÇÃO A ALGUMAS FORÇAS POLITICAS REPRESENTADAS QUE TENHAM EM ATENÇÃO OS INÚMEROS POSTOS DE TRABALHO QUE ESTA INFRAESTRUTURA PORTUÁRIA TEM E PROPORCIONA AOS SEUS TRABALHADORES E À NOSSA ECONOMIA.

O BOM DESENVOLVIMENTO DE UM PORTO DE MAR DEVE FAZER-SE, SEMPRE, EM AMBIENTE CONSTRUTIVO E GERADOR DAS MELHORES SOLUÇÕES PARA O EQUILIBRIO SUSTENTAVÉL DA CIDADE DE MATOSINHOS E QUE O MESMO PORTO SEJA UMA MAIS VALIA PARA A ECONOMIA DO NOSSO PAÍS.

PROTEGENDO O PORTO ESTAMOS A PROTEGER POSTOS DE TRABALHO, CRIAÇÃO DE EMPREGO...A TUDO ISTO...BOM SENSO É O QUE SE PEDE.

DEVEMO-NOS CONCENTRAR MAIS NA SOLUÇÃO E MENOS NO PROBLEMA:


TODAS AS FORÇAS POLITICAS DEVERIAM SABER QUE EXISTE TAMBÉM A CHAMADA POLUIÇÃO VISUAL E É ESSA CAUSADA POR ELES MESMOS, NESTES ASSUNTOS QUASE NINGUÉM FALA... NÃO HÁ ELEIÇÕES, NÃO HÁ CARTAZES.

COMO EM TUDO NA VIDA E QUANDO FAÇO AFIRMAÇÕES DESTAS BASEIO-ME ÓBVIAMENTE NO FACTO DE EXISTIR UMA PROLIFERAÇÃO DE CARTAZES COM O MESMO TEMA: A TÃO FAMIGERADA FESTA QUE ESTE MÊS SE VAI REALIZAR NÃO EM MATOSINHOS MAS NUMA OUTRA CIDADE, NUMA OUTRA ÁREA NO NOSSO PAÍS....NINGUÉM FALA DESSA POLUIÇÃO... PURA E SIMPLESMENTE COLOCA-SE. E (PONTO FINAL).

QUEM QUISER VERIFICAR QUE SE DESLOQUE POR FAVOR À MARGINAL DE LEÇA DA PALMEIRA.


QUANTO À BLOGOSFERA E OUTRAS REDES SOCIAIS, (BASEADO NO QUE DISSE ATRÁS) TODOS TEMOS DE SER PROFILÁTICOS E NÃO SIMPLESMENTE ATACAR ESTA OU AQUELA EMPRESA, DEVEMOS TER CONTENÇÃO, DEVEMOS OLHAR SEMPRE E PARA DENTRO DE NÓS MESMOS...TODOS TEMOS A NOSSA VEIA CRITICA...TODOS DEVEMOS TER TAMBÉM A VEIA DO BOM SENSO.


QUERIA DIZER AO DR.NUNO OLIVEIRA, VICE-PRESIDENTE DA CMM QUE AINDA TEM O MEU PEDIDO DE FACEBOOK, SE ACHAR POR BEM O ACEITAR....FICAREI OBVIAMENTE AGRADECIDO.


TERMINO SR.PRESIDENTE, SRS.DEPUTADOS COM UM ELOGIO...RECONHECENDO QUE PARA ALGUNS EU NÃO O DEVERIA FAZER...PROVAVELMENTE NUNCA SEREI UM POLITICO, MAS ENTRE SER UMA OPOSIÇÃO DO BOTA ABAIXO, OU FAZER CIDADANIA, EU OPTO CLARAMENTE PELA SEGUNDA:


O ELOGIO À VEREADORA DO AMBIENTE, POLICIA MUNICIPAL E PROTECÇÃO CIVIL (PERMITAM-ME CITAR O NOME: DRª.JOANA FELÍCIO) QUE PERANTE SITUAÇÕES DE ALGUMA GRAVIDADE QUE OCORRERAM NA NOSSA CIDADE E PERANTE AS INFORMAÇÕES QUE LHES FORAM PASSADAS, SOUBE AGIR DE IMEDIATO.

* Discurso do nosso Zelling na última assembleia municipal.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

DE AGENDA OBRIGATÓRIA


Provavelmente o maior acontecimento anual da agenda cultural matosinhense, depois das assembleias de freguesia.