sábado, 31 de janeiro de 2009

CLUBES DOS PENSADORES EM LEÇA

Sexta-feira lá apareci no Clube dos Pensadores, que desta vez tinha convidado o seu pensador e criador.
Quando cheguei o auditório da junta de freguesia de Leça da Palmeira já estava cheio. Tive de ficar de pé.
Joaquim Jorge tinha preparado a sua intervenção mas foi sobretudo nos momentos de improviso que revelou a sua face reluzente. De livre pensador, de provocador, de "reaccionário" (já lá vamos), num registo "agit pop" muito interessante...
JJ sabia que havia jornalistas na sala e pediu-lhes para omitir algumas confidências. Mas como eu estava ali apenas como...Eugénio Queirós...não resisto a contar que Paulo Portas lhe ligou a perguntar quantas cadeiras tinha o auditório onde ia falar. Quando soube que eram 114 ficou bastante satisfeito.
Ninguém pode roubar a JJ o mérito, de com prejuízo pessoal mas lucro intelectual e vivencial, ter tornado o Clube dos Pensadores uma referência. Gabo-lhe também o espírito crítico a alguns dos seus convidados, lestos na resposta aos convites e ao protagnonismo mas relapsos na retribuição. É assim mesmo. Tal como disse JJ, "têm medo que eu atinja o planalto onde dominam a paisagem".
Ainda tentei passar despercebido entre a "fauna" presente mas o meu antigo companheiro de brincadeiras Domingos denunciou-me e tive de falar um bocadinho sobre o JJ, a quem classifiquei de "grande reaccionário".
Só não gostei de constatar um certo ambiente de fim de festa em relação ao Clube dos Pensadores. Espero estar enganado. JJ não vai, certamente, esmorecer. A massa crítica que já conseguiu não vai deixar que o CP faleça às falácias dos poderosos.
Ah, claro, o nome mais citado na sessão foi o de Narciso Miranda (curiosamente, ninguém falou em Guilherme Pinto). Que não apareceu, embora estivesse lá, na mesa de honra, o seu delfim. JJ bem pediu para não se entrar nesse campo mas também ele não resistiu à tentação e falou do amigo. A quem gostaria de perguntar "afinal, o que é que te faz tentar voltar à presidência da Câmara Municial?" O JJ que me desculpe mas esta é uma pergunta que já tem resposta. Todos sabemos o que é que fazer correr o Zé Rodrigues de Barroselas? Vamos lá ver é se esta é uma corrida a sério ou apenas um contra-relógio.
PS - Verifiquei a presença de vários professores no salão nobre da junta, entre as quais algumas pessoas com obra feita nessa área em Matosinhos. Pessoas que aplaudiram com vigor um comentário às políticas da ministra da Educação, perante a indiferença generalizada da sala. Cada vez mais me custa a entender este afã dos nossos profes contra a ministra, num momento em que a única política certa do governo socrático parece ser mesmo, segundo as entidades fiscalizadoras internacionais, as reformas educativas. Em vez se regozijarem com isso, os nossos professores continuam infantilmente fixados na Maria de Lurdes...

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

ELE NÃO DESARMA (porra, que chato!)

"Vou ser candidato a presidente da Câmara de Matosinhos como independente". As palavras de Narciso Miranda não deixam dúvidas. Pela primeira vez, quebrou o tabu e anunciou, ao JN, que a decisão está tomada. Reagindo ao abaixo-assinado que circula entre militantes do concelho defendendo uma lista protagonizada por si, o ex-autarca respondeu de forma clara. "Desenganem-se aqueles que andam a dizer que não vai haver uma candidatura independente à Câmara", disse, ontem, ao JN, aludindo, entre outros, ao presidente da Autarquia, Guilherme Pinto, que disse não crer no seu avanço. "A esses digo categoricamente: Há três anos obedeci ao aparelho, agora vou seguir os apelos dos militantes anónimos, do eleitorado do PS e da maioria da população, liderando o projecto de uma candidatura independente", acrescentou Narciso Miranda. "Tem dúvidas? Claro que vou ser candidato", reforçou, em seguida, uma semana após Renato Sampaio, líder da Distrital do PS/Porto, ter garantido que serão abertos processos disciplinares contra todos aqueles que integrem listas adversárias, para "consequente expulsão" do partido. Ao mesmo tempo que acompanhava as declarações do primeiro-ministro, José Sócrates, sobre o caso Freeport, Narciso disse estar também "a ser alvo de ataques políticos e pessoais". "Tal como José Sócrates afirma que não o vencem dessa forma", também o ex-presidente da Câmara garante que os ataques de que diz ser alvo dão-lhe "cada vez mais força para fazer cidadania e ganhar o futuro para Matosinhos e os matosinhenses". "Por causas e princípios, vou resistir e vou continuar a defender o concelho numa candidatura independente", assegurou. Quanto ao abaixo-assinado, ontem noticiado pelo JN, disse ter conhecimento de que "largas centenas de socialistas, identificados com o número de militante e de várias secções de Matosinhos, fizeram essa manifestação de apoio". "Mas perturba-me que pessoas sem visão estratégica ou capacidade de perceber a realidade sociológica de cada comunidade, estejam a provocar tantos estragos no meu partido de sempre", acrescentou. A propósito, destacou os "menos de 10%" conseguidos pelo PS nas eleições de Alfena, em Valongo, contra uma candidatura independente.
in JN

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

JJ NA JUNTA DE LEÇA DA PALMEIRA


Amanhã, sexta-feira, a partir das 21 horas, na...JUNTA DE FREGUESIA DE LEÇA DA PALMEIRA...Joaquim Jorge vai falar sobre Joaquim Jorge, ou seja, sobre o Clube dos Pensadores. Recebi o convite e espero poder estar lá sobretudo para poder apreciar a fauna que vai comparecer. Depois do que já vi, espero que a sessão também tenha "comes e bebes" pois normalmente a esse hora ainda não consegui afagar o estômago, se bem que o espírito esteja sempre primeiro. Penso eu de que.

ASSÉDIO

Confesso que nunca esperei que o repto aqui lançado tivesse tantas respostas...imediatas. Posso dizer que já recebi uma mão-cheia de convites de adesão partidária. O primeiro foi do PS, pelo Carlos Alberto, e tudo indica que irei respeitar o prometido, ou seja, que aceitarei o que chegou à frente. Mas, acreditem, não está a ser nada fácil esta ponderação. Nunca pensei ser um tipo tão querido pelos nossos partidos...

GLÓRIA DO PASSADO?

Ver em http://gloriasdopassado.blogspot.com/2009/01/estadio-leca-futebol-clube.html

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

LAÇOS DE TERNURA


um contributo de J.Punk


Antes do casamento:


Ele: Sim. Custou tanto esperar por este momento.
Ela: Queres que me vá embora?
Ele: - Não! Nem penses nisso.
Ela: - Amas-me?
Ele: - Claro! Muito e muito!
Ela: - Alguma vez me traíste?
Ele: - NÃO! Porque ainda perguntas?
Ela: - Beijas-me?
Ele: - Sempre que possível!
Ela: - Vais-me bater?
Ele: - És doida! Não sou desse género de pessoa!
Ela: - Posso confiar em ti?
Ele: - Sim.
Ela: - Querido!

depois do casamento (ler ao contrário)

domingo, 25 de janeiro de 2009

PORNOGRAFIA E POLÍTICA


O PS prepara-se para expulsar Narciso Miranda e Maria José Azevedo.


O primeiro foi meu presidente de câmara durante 26 anos.


A segunda minha professora na então Escola Superior de Jornalismo.


A Narciso já ninguém tira um lugar na história nem o direito de voltar a ser o dux de Matosinhos. Como aqui já tinha sido dito, de pouco serviu mandar a Matoses diversos enviados especiais, com Mário Soares à cabeça, pois o homem quer sangue.


Os partidos portugueses são o que são: círculos apertados, com ambiente seleccionado. Para onde se entra apenas por convite. Nunca vi um partido empenhado em angariar militantes. Fazem alarde disso mas na realidade é assunto que não interessa - quantos menos, melhor a distribuição de pelouros. Tenho quase 47 anos e só uma vez fui convidado para me filiar num partido. Por acaso na UDP. Filiei-me no café Onda e fui militante não activo durante alguns anos. Mas foi única vez. Não me considero um tipo desinteressante e julgo até ter alguma influência, como o prova o facto de ter ajudado no prefácio de um livro do próprio Narciso, motivando mesmo uma queixa deste para a Alta Autoridade para a Comunicação Social, acusando-me de uma campanha "sistemática e pertinaz" e de ataques "sem escrúpulos no plano social, pessoal e político". A queixa foi arquivada no dia 17 de Maio de 2004.


Desafio os partidos da nossa terra a enviarem-me uma proposta. Aceitarei a primeira que chegar.


Quanto à dr. Maria José Azevedo, pouco mais posso dizer para além do que ficou dito. Apenas que me deu aulas de semiótica com uma monotonia atroz, apenas compensado pelo facto de há 25 anos ser um pedaço de mulher. Pelo que vim a saber depois, as aulas eram decalcadas de um livro. De bolso. Da Europa-América.

O grau de democraticidade interna dos nossos partidos é extraordinário. Os tipos esgadanham-se pelo poder e agarram-se a ela como os mexilhões às rochas da nossa costa. Alguns fossilizam mesmo e transformam-se em eminências pardas que subitamente vemos ou no Parlamento Europeu ou na administração de uma empresa pública qualquer. Pais, filhos, sobrinhos, primos e até a empregada de limpeza.


Este é um mundo que me fascina. Por isso é que me candidato já a fazer parte desta gloriosa família de "merceeiros" no jogo da glória da política. Eu, o meu primo Becas, o meu tio António e a minha filha Francisca. Garanto que estarei sempre do lado dos vencedores e que me contento com um lugar de assessor do assessor do sub-chefe de gabinete de um obscuro deputado ou administrador da CP.


Quanto aos candidatos que irão ser expulsos, sejam bem vindos ao mundo real. Abram os pulmões e desfrutem. Quer-me parecer que pelo menos um deles não tarda nada e estará de volta ao circo. Também gostava de ver quem é que depois vai cair do trapézio ou se o contorcionismo passa a ser o número principal, obviamente depois dos palhaços.


Que somos nós, os que perdemos tempo no dia das eleições.


sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

CORREIO NEGRO

Os CTT utilizavam para a reparação das suas viaturas uma oficina situada na Rua do Progresso, número 495, armazém 9, junto à "Graficarfil", em Perafita, Matosinhos.
A referida oficina desapareceu e, no local, ficaram abandonadas 6 viaturas, sendo duas delas muito recentes. Como estão abandonadas, estão a começar a ser vandalizadas e algumas já têm as portas abertas. Dentro em pouco, só restará a sucata.....
in JN online

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

A PRAIA DOS INGLESES


Mais um belo estudo, este também sobre Leça da Palmeira.

ESCRAVOS EM LEÇA DA PALMEIRA


Ok, foi no século XVII.


Francisco Araújo e Sandra Alves, num estudo publicada na revista da Faculdade de Letras, em 2004, falam-nos da existência de uma comunidades de escravos negros em S. Miguel de Leça da Palmeira, com base nos livros paroquiais e no Livro de Notas do Julgado de Bouças. Para mim foi surpreendente verificar que em Leça da Palmeira houve uma signicativa comunidade de escravos e interrogo-me até que ponto não terão ficado por lá alguns ascendentes. Ao longo de Seiscentos há o registo de 62 indivíduos escravos, sendo 37 do sexo feminino. 17 dos seus proprietários eram capitães e 4 eram padres. Um desses proprietários tinha 8 escravos. Conclui o estudo que a presença desta comunidade marcou profundamente o tecido social leceiro. Para mim foi, repito, uma revelação. Não ficaria mal a quem de direito recuperar este trabalho, editando-o para memória futura de um passado já distante.

Ver o estudo todo em
http://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/2383.pdf

BOMBA!


Está no prelo um livro que promete incendiar o período pré-eleitoral matosinhense. Dá pelo título "Sexo na Casa Amarela". O autor é anónimo e o lançamento será feito nas ruas de Matosinhos, sobretudo nos cafés mais frequentados. O livro custa apenas 5 euros - preço quase simbólico -, tem 455 páginas, algumas fotografias e uns tantos documentos. O que posso dizer, depois de o ter lido e visto, é que se trata de material com a estabilidade da pólvora depois de ser pisada com um ferro em brasa. E por falar em ferro e em brasa...

PS - Por muito menos que isto caiu o último governador de Nova Iorque, um tal Sptizer...
PS 2 - Desde já aviso que escusam de tentar que não vão conseguir tirar mais nabos desta púcara. E por falar em nabos...

sábado, 17 de janeiro de 2009

FOI SÓ TROCAR OS NOMES


Já são muitos os nomes confirmados para o combate, marcado para algures em Outubro. na Arena de Matosinhos. GUILHERME PINTO " o guerreiro do norte" voltará a ter um adversário proveniente do equador no combate principal da noite, voltando a apostar na sua raça e determinação que todos conhecem. NARCISO MIRANDA está de regresso!!!!! Um dos grandes artistas do boxe em Portugal fará o seu regresso aos quadriláteros, num combate internacional, estando desde já garantido boxe ao mais alto nível técnico, bandeira deste extraordinário pugilista desde á muitos anos. NUNO OLIVEIRA e ANTÓNIO PARADA fazem já as delicias da expectativa dos aficionados num combate entre dois grandes pugilistas nos pesos pesados, onde se prevê árdua luta pela vitória final. PEDRO TABOADA "Pedrinho" e FERNANDO ROCHA "o pequeno tyson" encontram-se novamente para um combate que promete ser apaixonante depois do empate no confronto anterior, em que o boxe de intercambio continuo de golpes está já prometido. MARCO ANTÓNIO "o italiano" defronta o campeão nacional da taça voltando aprovar que se trata da afirmação do melhor peso super pesado de Portugal em actividade. JOSÉ LEITÓS "faísca" e D.MANUEL vão tentar demonstrar o porque de serem 2 das maiores promessas em Portugal, num combate que se prevê electrizante.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

O TABU DE CARLOS OLIVEIRA


Os leixonenses andam distraídos.

Carlos Oliveira, o presidente da SAD, continua sem marcar presença no estádio nos dias dos jogos enquanto a equipa continua sem ganhar...

Encontrei-o esta semana, na Vila da Feira, durante um jogo-treino do LSC, e Oliveira foi bastante evasivo na explicação para estas ausências.

Não é novidade se dissermos que o presidente do Leixões está descontente com o rumo das coisas. Os apoios prometidos e os projectos anunciados não se concretizam e possivelmente continua a ser o seu bolso a pagar o que vai faltando...que se calhar não é pouco.

Carlos Oliveira esperou muito de que por norma pouco ou nada dá. O momento não podia ser melhor e dificilmente se encontrará uma conjuntura mais favorável. No entanto, é o que se vê. As dificuldades de ontem perpectivam-se hoje como as de amanhã. Ora, para Oliveira todos sabemos que há mais vida para além do LSC, que é um empresário dinâmico e com sucesso na praça e que pode ter ar de padre mas não fará disto uma espécie de sacerdócio. Tanto mais que nem a caixa das esmolas o povo consegue encher.

Cada um tem o que merece. Possivelmente, o Leixões terá no futuro mais um curioso à frente dos seus destinos. Ou comissário político.

Sempre assumi os meus gostos e acho que chegou a hora dos leixonenses se unirem à volta de Carlos Oliveira. Olhem só um bocadinho para trás e pensem no que, com ele, foi conseguido. No "élan" reencontrado. Nas ideias e nos princípios. Na certeza sempre de que muitos serão aqueles que continuarão à espera de um passo em falso e poucos, mas bons, podem ser muitos para que este projecto continue. Pela parte que me toca, estou disponível para pagar, como sempre, a minha quota anual e para pelo menos usar os canais de que disponho para destacar a obra de um leixonense convertido que merece todo o meu respeito e toda a minha admiração.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

BANDEIRA AZUL


O concelho de Matosinhos vai ter, na próxima época balnear, nove bandeiras azuis nas suas praias, triplicando o número de áreas contempladas por aquele certificado de qualidade ambiental. Mas as zonas fronteiriças continuam excluídas. Esta quinta-feira, Matosinhos vai acolher uma reunião dos responsáveis da Bandeira Azul com os municípios do Norte, para fazer um balanço do programa e preparar a época balnear. O encontro desta associação, anunciado pelo presidente da Câmara, Guilherme Pinto, foi mote para o autarca adiantar que, "neste ano de 2009, Matosinhos vai triplicar o número de bandeiras azuis, que passarão a ser nove no concelho". "Isto significa um salto substancial, no começo da segunda época balnear em que não temos na nossa orla costeira qualquer análise negativa", declarou, após ter informado o Executivo autárquico, em reunião privada da Câmara. As nove praias, garantiu ontem, "estão confirmadas pela Bandeira Azul", assegurou, enumerando Pedras do Corgo, Memória, Marreco, Aterro, Cabo do Mundo, Quebrada, Agudela, Funtão e Senhora. Sem aquela certificação ficam as zonas balneares situadas nas "pontas" do concelho, que são as de Matosinhos, Leça da Palmeira e Angeiras. O anúncio das nove bandeiras foi explicado por Guilherme Pinto com o tratamento de esgotos e a taxa de cobertura de saneamento básico em Matosinhos. O autarca voltou a atribuir aos "concelhos limítrofes" a culpa pelos valores negativos de 2004 e 2005 registados no seu município. O problema, nota, foi ultrapassado quando "colocaram a ETAR de Sobreiras a funcionar em condições". No âmbito da requalificação, destacou ainda Guilherme Pinto, foi, ontem, adjudicado um conjunto de obras a serem concluídas "até ao início da época balnear". São elas o Parque de Estacionamento da Praia do Paraíso, os passadiços da orla costeira para ligar a Praia Azul à Praia do Aterro, em Leça da Palmeira, e o passadiço entre a Praia de Matosinhos e a de Leça. "Cerca de uma milhão de euros a acrescentar aos investimentos" existentes que, segundo o presidente da Câmara, totalizam 50 milhões de euros, incluindo Município e particulares.

in JN

PS - Só um breve comentário: isto parece-me uma alegoria sobre as próximas autárquicas pois tenho a sensação que o corgo vai sair das pedras, que o povo vai ter memória e o homem não verá quebrada a antiga ligação com o mundo, levando a cabo uma senhora vitória que irá provocar uma agudela dor no funtão de muita gente, ao ponto destes correrem o risco de ficarem marrecos para toda a vida.

sábado, 10 de janeiro de 2009

CAI NEVE EM PORTUGAL (aqui nem por isso)


Só para que não pensem que o autor morreu, foi internado, fugiu para o pacífico ou ficou retido pela neve no IP 4, informa-se que estamos apenas perante um hiato criativo preenchido por diversos compromissos (pessoais, laborais e estudantis). O rio da vida será aqui retomado quando houver uma aberta não apenas no arrefecimento global e na crise geral. A verdade também é esta: nada de relevante tem acontecido na nossa terra.

Vejamos:

- A programação do "Traineira" é uma nulidade absoluta.
- Narciso Miranda continua sem telefonar a António Parada.
- Guilherme Pinto apareceu no meio das criancinhas a abrir a última revista municipal.
- Abriu um McDonald's na marginal de Leça da Palmeira.
- Caiu pouca neve no concelho.
- Os croissants das Dallas continuam fenomenais, bem assim como as tíbias da Primavera.
- O Azevedo apareceu na reportagem da Sport-TV sobre o nosso Leixões.
- Carlos Oliveira continua sem aparecer nos jogos do Leixões.
- Wesley não quis ganhar 5o mil euros por mês nas arábias e o seu empresário deixou de ensacar 600 mil euros.
- O Perafita continua a ser o pior clube matosinhense em termos de performance futebolística.
- Magalhães Pinto continua a treinar setas num retrato de um homem barbudo.
- Joaquim Jorge não se assume como segunda via independente para Matosinhos.
- A rotunda Sul da Ponte Móvel continua em obras.
- Os pregos no prato do Fonte Luz estão quase a atingir o estatuto gourmet.
- O "Flor do Castelo" continua entradeiro.
- A Pipi continua a atacar na marginal do Aterro.
- Rafael Barbosa não passou o ano nos canaviais e dunas do Cabo do Mundo.
- O Jorge Marinho deixou crescer o bigode.
- No Mar à Vista, Cabo do Mundo, há todos os dias bife especial à casa.
- Já há lampreia no Gaveto.
- O "Mar na Brasa" continua a ser a cantina do Coutinho Ribeiro.
- Os fuzileiros continuam a reunir no farol de Leça.
- Narciso encomendou mais uma sondagem e está cada vez mais convicto que ganhar as autárquivas aos seus ex-delfins (Pinto e Seabra) vai ser como limpar o cú a meninas...