segunda-feira, 30 de agosto de 2010

INÁCIO NA TERTÚLIA


Entretanto, hoje, tentaram passar mais uma PALHETA ao nosso Leixões com uma penhora do estádio mandada executar pelo inefável serviço de finanças de Matosinhos. Já todos sabemos que Sócrates vai estar cá na terra no próximo sábado para a rentreé (o que não é propriamente uma boa notícia) e que o "efeito Lota" pode ser uma realidade. Não sabia é que os energúmenos do costume, os emplastros que não sabem perder, iam começar a atacar cedo.
O que se pode fazer? Todos os circos precisam de palhaços.

sábado, 28 de agosto de 2010

A NÃO PERDER

Está aí mais uma recreação medievalista em Leça do Balio. Estejam atentos. É sempre imperdível.

sábado, 21 de agosto de 2010

NOVO BLOGUE SOBRE MATOSINHOS

http://www.setedias7.blogspot.com/

ESPUMANTE

Cidadão atento, e exemplar, ou não tivesse sido o primeiro no seu curso de ranger, José Modesto continua a contribuir para este blogue com os seus apanhados. Este à porta de sua casa. Espuma no ar, vinda da Petrogal, resquício provável de mais um incidente na refinaria de que ninguém tomou conhecimento. Obrigado, Zé.

INFORMA UM LEITOR, QUE PRESUMO BEM INFORMADO, QUE NÃO FOI UM ACIDENTE, APENAS UM TESTE À ESPUMA DOS TANQUES. FICA O REGISTO.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

ESTILHA...AÇOS

O "caso da estilha" reavivou a ideia de que Matosinhos tem um presidente da câmara chamado Guilherme Pinto. De facto, só quem não via é que não reparava no que está a acontecer há muito tempo no cais Sul da doca n.º2, onde, pelo que me contam, se acumulam montanhas de apara de madeira que para a indústria primária do tio Belmiro. O homem do Marco pelos vistos não tem armazéns para tanta estilha e por isso ela lá fica à chuva e ao vento na doca, voando para os quintais e as varandas quando sopra a tradicional nortada. Como todos sabemos, há anos que Belmiro de Azevedo faz o que quer em Matosinhos e a prova disso é o acesso estrambólico em rampa ao NorteShopping e a saída do mesmo por um túnel que acaba num posto de combustíveis e na Via Rápida (nem sempre tão rápida quanto isso, sobretudo para quem segue na direcção Norte-Sul). A APDL, olimpicamente, lava as mãos e vai dizendo que a culpa é de quem licenciou habitações junto ao Porto de Leixões. Esquece-se de dizer que Matosinhos e Leça da Palmeira já existiam antes de ser construído o porto artificial. Mas a APDL, também já todos sabemos, faz em Matosinhos o que quer e lhe apetece. Guilherme Pinto coloca-se agora ao lado dos cidadãos mas não tarda nada e está a reunir com os responsáveis da APDL e a anunciar um qualquer meio termo. A estilha, essa, meus amigos, vai continuar por ali. A estilha, os camiões (apesar da VRI), outros cheiros e outros entulhos e ainda o esgoto gasoso da Petrogal que, curiosamente, ninguém se preocupa em analisar devidamente, apurando as consequências para a saúde público (ainda ontem, em Leça da Palmeira Norte, sentia-se um cheiro intenso a gás).

Siga a rusga.

sábado, 14 de agosto de 2010

MAIS UM...


Chegou-me a notícia que mais um arrastão que operava em Leixões, o Santana, foi dado como "abatido". Neste caso, foi vendido aos espanhóis. 14 homens ficaram sem trabalho em Matosinhos.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

PORQUE AMANHÃ É 6.ªFEIRA, 13


A METAMORFOSE

Narciso Miranda andou hoje a saltitar de pivot para pivot, de televisão para televisão, para dizer que é um homem sério e com carácter. É no mínimo estranho que alguém que não foi notificado da sua expulsão do PS fale tanto sobre o assunto e considere o processo "kafkiano" e de cariz "estalinista". O saudoso Tavares bem o tratava carinhosamente por "Lenine", quando o dux governava Matosinhos, e seria certamente um dos primeiros a rir com a autodefesa do homem de Barroselas. Que se apresentou "amargurado" mas nem por isso com um espírito de vingança menos apurado. O leão está ferido. Parece-me que mortalmente. Não há nada pior que desaparecer do mapa através de métodos que se conhecem bem. No fundo, Narciso devia saber que a vida das borboletas é efémera e que o seu percurso político foi uma eternidade.
Corre o pano sobre o protagonista. Que, aposto, vai sair de cena sem dizer o que é que Sócrates lhe disse quando decidiu ser candidato independente.
Das duas umas:
- Ou lhe ofereceu a lua e as respectivas ninfas.
- Ou não lhe disse nada.

domingo, 8 de agosto de 2010

PASSADIÇO





A obra ainda não está completa (como dá para ver) mas o povo já desfruta do magnífico passadiço entre a Boa Nova e o Cabo do Mundo, porventura o melhor percurso pedestre deste pequeno país...não fossem os ciclistas e os cagalhões dos caninos!

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

SOLTAS DA PAREDE


Ali ao lado da capelinha do Corpo Santo, em Leça da Palmeira, o antigo depósito de água foi transformado em depósito de idosos.
Manuel Seabra cada vez mais na primeira linha do PS de Sócrates. Acaba de falar sobre o processo Freeport na situacionista RTP N, enquanto a SIC Notícias Pedro Silva Pereira era entrevistado pela mansa Ana Lourenço. A TV 24 falava de incêndios...
Manuel Seabra, que foi uma espécie de enclave na longa presidência de Narciso Miranda, não tarda nada e está numa secretaria de Estado e não vai ser certamente na secretaria de Estado dos portos e das marinas fluviais...
Morre-se de calor no Alentejo mas na nossa marginal ninguém fechou as portas e a Nortada impõe a sua lei.
Está quase concluído o passadiço entre a Boa Nova e o Cabo do Mundo. Parabéns a quem meteu mãos à obra e tocou tudo para a frente, requalificando a chamada zona do quecódromo.
De regresso à terra, não resisti e papei mais uma alheira no "Aliança" mas só acompanhada por ovo e salada. Bem, também com dois copos de "Gazela"...
Estou a ver se o Verão acalma para poder finalmente dar dois dedos de conversa com o sr. João, ali na marginal leceira.
O D. Zeferino expande-se pela Serpa Pinto. Já experimentei o restaurante especializado em comida no forno. 5 estrelas!

terça-feira, 3 de agosto de 2010

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

PASMACEIRA

De regresso à santa terrinha, verifico que se vive o que se pode chamar um clime de pasmaceira. O dux fez anos, é certo, mas o condado já não vive dependente destes picos emocionais. O calor tem proporcionado enchentes nas marginais e vou também aproveitar esta boa onda embora suspeite que a nortada anda aí, excepto no enclave amuralhado da Praia dos Beijinhos. Verifico também que saiu um livro sobre a família Brito e Cunha, estive quase a comprá-lo na FNAC mas custava 35 euros e preferi vir para casa, por menos 15 euros, com a segunda edição de "Homens, Espadas e Tomates", de Rainer Daehnhardt, obra que recomendo pelo extraordinário relato de proezas dos portugueses de antanho, para além de uma bela síntese sobre armamento medieval (não, não é o do rei dos Gnomos).