segunda-feira, 6 de setembro de 2010

BOA NOVA






Na praia lá da Boa Nova, um dia


Edifiquei (foi esse o grande mal)


Alto castelo, o que é a fantasia


Todo de lápis-lazúli e coral!




Naquelas redondezas não havia


Quem se gabasse dum domingo igual:


Oh Castelo tão alto! parecia


O território dum Senhor feudal!




Um dia (não sei quando, nem sei donde)


Um vento seco de Deserto e spleen


Deitou por terra, ao pó que tudo esconde




O meu condado, o meu condado, sim!


Portque eu já fui um poderoso Conde,


Naquela idade em que se é conde assim...




António Nobre, 1887




PS - Onde se lê conde deve ler-se dux


Enviar um comentário