segunda-feira, 2 de agosto de 2010

PASMACEIRA

De regresso à santa terrinha, verifico que se vive o que se pode chamar um clime de pasmaceira. O dux fez anos, é certo, mas o condado já não vive dependente destes picos emocionais. O calor tem proporcionado enchentes nas marginais e vou também aproveitar esta boa onda embora suspeite que a nortada anda aí, excepto no enclave amuralhado da Praia dos Beijinhos. Verifico também que saiu um livro sobre a família Brito e Cunha, estive quase a comprá-lo na FNAC mas custava 35 euros e preferi vir para casa, por menos 15 euros, com a segunda edição de "Homens, Espadas e Tomates", de Rainer Daehnhardt, obra que recomendo pelo extraordinário relato de proezas dos portugueses de antanho, para além de uma bela síntese sobre armamento medieval (não, não é o do rei dos Gnomos).
Enviar um comentário