sexta-feira, 11 de setembro de 2009

IMPORTA-SE DE REPETIR?

"
Guilherme Pinto apresentou na terça-feira, dia 8, o seu plano económico para o próximo mandato, num local a que chamou o “coração económico da Área Metropolitana do Porto”. O candidato socialista à Câmara Municipal de Matosinhos levou os jornalistas numa visita às obras na nova zona empresarial na confluência de Perafita, Santa Cruz do Bispo e Leça da Palmeira, onde estão neste momento a ser construídas as novas instalações de empresas como a Decathlon, Leroy Merlin e a reformulação da zona da Tertir, num investimento privado de mais de 220 milhões de euros, cuja fixação em Matosinhos, defende, é obra sua.“Matosinhos é extremamente apetecível para investir”, afirmou, referindo-se ao “excelente posicionamento estratégico” do concelho, situado entre as maiores plataformas logísticas da região, o aeroporto e o Porto de Leixões. “Esta mais-valia tem que ser aproveitada e rentabilizada com a criação de condições favoráveis à fixação de novas empresas, geradoras de emprego”.Guilherme Pinto citou como exemplos a abertura de uma nova fábrica da JP Sá Couto, para o fabrico dos computadores Magalhães, ou da loja IKEA e centro comercial MarShoping, cuja instalação em Matosinhos foi negociada neste mandato.Sob o slogan “Matosinhos é bom”, o plano económico do candidato socialista elege o combate à crise como a grande orientação estratégica, propondo-se aumentar a capacidade de gerar emprego. Neste item insere-se a dinamização do investimento público e privado, à semelhança da política desenvolvida nos últimos quatro anos, a dinamização da economia social e a aposta em sectores económicos estratégicos.
"
Enviar um comentário