segunda-feira, 24 de julho de 2017

Cair na Real


Nem sempre aquilo que se "veste" corresponde ao que nos suporta. A Real Vinícola foi inaugurada com glamour, através de um desfile de moda (?), mas ainda ninguém sabe muito bem para que vai servir, para além de passar a albergar a orquestra de jazz. Os pavilhões permanecem vazios mas a placa respetiva já lá está, dando sequência à tradição epigráfica dos nossos autarcas que querem antecipar o respetivo nome numa rua do concelho.


Neste entretanto, o sempre atento deputado municipal Carlos Alberto Ferreira, eleito pelo mesmo Partido Socialista que agora suporta a candidatura de Luísa Salgueiro, Eduardo Pinheiro e Palmira Macedo, mais uma levanta levanta a lebre numa carta à presidente da assembleia municipal:

Na qualidade de deputado à Assembleia Municipal de Matosinhos, nos termos das disposições legais e regimentais aplicáveis, solicito à Srª presidente da Assembleia Municipal para que junto do executivo camarário da CM Matosinhos diligencie o seguinte pedido de esclarecimento.

Através do Aviso no 37/2016 foi aberto concurso público “para arrendamento dos Espaços Previstos no Edifício Real Vinícola" com anúncio público.

No Regulamento do Concurso (que anexo), determinava o Artigo 9º - Prazos de candidatura e locais de entrega, que:
  • "O concurso inicia a 9 de maio, sendo apenas aceites candidaturas entregues até ao dia 15 de junho de 2016..."
E o Artigo 14º - Disposições finais
  • "A ocupação efetiva dos espaços a concurso está prevista para janeiro de 2017"

Julgo que a área ser concessionada corresponde a cerca de dois mil metros quadrados.

Tomando em consideração que já passaram mais de seis meses da data, anunciada, da entrada em funcionamento dos referidos espaços, solicito a V. Exa que me sejam fornecidos dados sobre o referido concurso público, nomeadamente:
Qual a área já ocupada desde janeiro de 2017 em função do concurso
Que ideias diferenciadoras ali já se instalaram?
Que tipo de valências vão ser fruídas pela população?
Que rentabilização está já assegurada do investimento municipal em resultado do concurso?


Enviar um comentário