quinta-feira, 8 de junho de 2017

Socialismo de coração


Ando a ler "Porque Falham as Nações", a obra seminal de Daron Acenoglu e James A.Robinson, e o que desde logo resulta é que a prosperidade e a pobreza têm tudo a ver com as instituições democráticas que escoram os estados democráticos e livres. Mas só lendo o JN de hoje fiquei a perceber que as 619 páginas deste livro que detalha a forma como as nações se formaram e cresceram não passa de uma grande treta. A democracia é um conceito muito mais lato. Não depende do que se decide no seio das suas instituições democraticamente eleitas. Manuel Pizarro, o conquistador do novo país dos Incas, das Icas ao Monte dos Pipos, sobretudo neste último, não passa muito cartão ao resultado natural da democracia. O que conta, afinal, independentemente de tudo, é o coração. Manel, dá cá mais cinco!

Enviar um comentário