segunda-feira, 19 de junho de 2017

Petrogal volta a assustar


Este fim de semana a Refinaria da Petrogal em Leça da Palmeira/Perafita mais uma vez foi notícia por causa, ao que indica a informação oficial, de um raio que fez parar a fábrica e que deu origem a um espesso fumo negro como consequência do arranque da mesma alguns minutos depois. A imagem que estão a ver é de uma parte da refinaria e à esquerda a de um hospital.
Quando a refinaria foi construída, destruindo uma das manchas verdes do concelho de Matosinhos (Areias de Sames), pouco havia no seu entorno. Hoje temos estes hospital e residências quase a toda à volta, para além de uma ETAR e três bares de praia junto à costa. A refinaria foi sendo cercada pelo urbanismo e hoje é potencialmente um barril de pólvora, apesar de, conforme sabemos, ter um dispositivo de segurança de altíssima qualidade. O histórico de acidentes não funciona propriamente como um factor de conforto para a população que reside nas proximidades da refinaria. É o meu caso, há 11 anos. Onze anos com quatro ou cinco sustos e sem que alguém um dia me tivesse batido à porta para me informar sobre os procedimentos a ter em caso de acidente.
Este domingo, foi audível o estrondo e o aparato que se seguiu. População e bombeiros tentaram contactar a refinaria mas ninguém os atendeu. Há aqui, claramente, um problema de comunicação que parece ter acontecido também em...Pedrógão.
Quando se fala de proteção civil não se fala de políticos com os respetivos coletes à procura de câmaras de televisão. Fala-se sobretudo de prevenção e informação. A prevenção pelos vistos temos ao nível da própria refinaria, a informação é algo que nunca nos foi apresentado por este vizinho. Vamos continuar pacientemente à espera.



Enviar um comentário