sexta-feira, 2 de junho de 2017

Dronedários e camelos


O fogo do Senhor de Matosinhos, marcado para sábado, foi anunciado como o grande elemento inovador das festas pois iria ser realizado com drones. Afinal já não vai. A PSP, em nome da segurança, não autoriza. Tenha-se em conta que o fogo será disparado na doca n.º 2 de Leixões, próximo da multidão e dos depósitos de combustível da CEPSA. Não sei como quem de direito não tentou perceber se era possível este tipo de pirotecnia mas creio que mais uma vez houve confiança total de que seria sempre a andar, ao velho estilo "aqui quem manda somos nós". Mas felizmente não é assim. E os drones vão ficar em terra. Mas o povo terá direito ao pagode do costume. Só falta mesmo saber quem é que, em outubro, vai apanhar as canas.

Enviar um comentário