sábado, 27 de maio de 2017

O Batô que navega na noite


É provavelmente a mais antiga discoteca portuguesa em funcionamento contínua. Construída por um mestre da carpintaria naval (Albino), decorada com "restos" de dois iates, o Batô continua a ser uma espécie de local de culto. Continua a dar muito jeito que aquelas paredes continuem mudas, bem assim como os seus recantos da zona do convés superior, mas a história da boite-discoteca é muito o que ali todos vivemos. Os anos passam, o Batô vai ficando, sempre pronto para mais uma viagem pela noite por mares que já julgáramos ter navegado.

Enviar um comentário