quinta-feira, 25 de maio de 2017

Luta de galos na (des)união de freguesias Matosinhos/Leça da Palmeira


Surpreendentemente, ou talvez não, não é certa a indicação de Pedro Sousa como candidato pelo PS à presidência da União de Freguesias Matosinhos/Leça da Palmeira. Há 8 anos no poder, nos primeiros quatro apenas como presidente da junta de freguesia de Leça da Palmeira, Pedro Sousa é, como se sabe, independente e não há notícias de que tenha voltado ao PS, de onde José Ferrinha, indicado pela secção socialista de Leça da Palmeira, nunca saiu. A secção de Matosinhos, ficamos agora a saber, não indicou qualquer candidato mas "não vê inconveniente" na recandidatura de Pedro Sousa. Tudo isto não sou eu que estou a atirar apenas para o ar, está no comunicado recente da concelhia do Partido Socialista.
Como todos sabem, José Ferrinha, de quem sou amigo e faço questão de continuar a ser, foi um dos primeiros, se não o primeiro, a apoiar Luísa Salgueiro como candidata à presidência da Câmara Municipal de Matosinhos. Está, por isso, muito próximo de Luísa Salgueiro. Tem do seu lado também essa força, para além do apoio incondicional da secção de Leça da Palmeira. Mas do outro lado está Pedro Sousa e toda a sua força institucional. Pedro Sousa quererá continuar com a sua equipa e, por isso, sobra pouco para os candidatos que nunca entregaram o cartão. Estão a ver onde queria chegar?
Pois, é isto o que se passa na candidatura PS A e PS B. Uma grande confusão. Vamos ver se Ferrinha faz jus ao nome e consegue derrubar o titã das redes sociais. Já vimos titãs mais fortes cair por terra...


Enviar um comentário