terça-feira, 4 de junho de 2013

Colado a cuspe


"Os meus colegas abriam a janela e cuspiam lá para baixo". Com esta bombástica declaração Guilherme Pinto marcou a sua visita ao palacete onde estudou, conforme nos informa, sempre diligente, o JN, o jornal oficial da campanha de GP, a acompanhar todos os passos do ainda presidente da câmara de Matosinhos. Que relevância têm estas obras, que já tardavam, no chamado Palacete do Visconde de Trevões? Bem, é uma notícia com todos os condimentos para um jornal local mas como Matosinhos não tem algo que se pareça com isso...lá apareceu a CNN, perdão, o JN.
O mais importante da notícia, esse, está no fim: a câmara, que vai gastar 90 mil euros nas obras, ainda não sabe que destino dar ao palacete. Posso ajudar: residência oficial do presidente da câmara cessante e respetiva corte.
Enviar um comentário