quarta-feira, 1 de maio de 2013

Está aí a onda. Arranjem coletes!

Tal como se temia e previa, Guilherme Pinto caiu na tentação de testar a sua popularidade nas próximas autárquicas de outubro, concorrente na condição de "independente". É um direito que lhe assiste e que por ora satisfaz um grupo que o rodeia e que julga que Matosinhos começa e acaba no Parque Basílio Teles. Para já, quero ver se o atual presidente da câmara consegue as tais 5 mil assinaturas reconhecidas necessárias para se apresentar como candidato contra o PS e António Parada. Narciso Miranda, com 24 anos de liderança às costas, conseguiu pouco mais de 30% nas últimas eleições. Pelas minhas previsões, qualquer resultado acima de 10% para Guilherme Pinto já será muito bom mas estou a tentar ser otimista num momento em que ainda não se sabe se Narciso Miranda - que terá de justificar a subvenção que recebeu da AR - avança. Os ortodoxos do PS de Matosinhos querem acreditar que não mas sinceramente vejo aqui mais uma oportunidade para o dux fazer algum furor. Afinal, o que tem a perder ao meter-se no meio de uma candidatura do PS e outra de Guilherme Pinto, ele que pode mais uma vez "sacar" grande parte do eleitorado do PSD, um partido que, decididamente, o melhor que tinha a fazer era abster-se de apresentar candidaturas em Matosinhos. Esperemos para ver no que dá esta onda mas será bom começar a comprar coletes de salvação.
Enviar um comentário