terça-feira, 14 de julho de 2009

TEMOS HOMEM

Aí está no terreno a máquina do PS. O futuro é o mote porque o passado está bem presente. Guilherme Pinto no meio das criancinhas. Presidente, olhe que elas não votam, não são como as velhinhas que o dux anda a lambuzar... Sócrates não veio a Matosinhos - o que também não dava muito jeito nesta altura - mas mandou o seu clone e o inefável Lello. Carlos Oliveira sentou-se na 2.ª fila, o outro Guilherme, o Vila Verde, ao lado do alcaide. Consta por aí que a candidatura do dux vai fazer uma queixa à comissão de protecção de menores a propósito da iconografia escolhida pelo PS para os seus cartazes... Cá por mim, prefiro-as àquela menina de nariz torto que acompanha o Sócrates nos últimos outdoords ou à trupe que emoldura Elisa Ferreira, a candidata kamikaze, exemplo pleno de quem está na política porque a política proporciona benesses. Aliás, o último episódio, com Elisa à beira da renúncia, diz tudo quanto à desorientação socialista. Elisa foi pressionada a abdicar do Parlamento Europeu para que Manuel Santos ali pudesse regressar, aliás como prometeu aos funcionários... Que tropa fandanga!
Enviar um comentário