sábado, 18 de abril de 2009

EXCLUSIVO PdL

Tendo em conta o banzé resultante do último poste, que ameaça bater recordes de comentários editados e não editados (estes foram guardados para memória futura), fomos para a rua à procura do homem de quem se fala, António Andante. Encontramo-lo no Jardim dos Pilas Moles a jogar à sueca.

- António, toda a gente fala de ti...
- Sabes, Geno, não consigo estar parado. Deve ser por isso.
- É mesmo o ás de trunfo...
- Sim, e o meu adversário tem a manilha seca.
- O que é que fizeste para seres tão popular?
- Bem, pus o Xolari a apanhar piriscas...
- ?
- Atirei-me ao mar com vaga de 5 metros.
- ?
- Dei duas sopas a sem-abrigos.
- ?
- E trabalho quase tanto como o Aranha.
- E vais ser mesmo candidato a dux de Bouças?
- A minha ambição não tem limites. Não sei se sabes mas decorei o livro do Xolari.
- Qual é o teu slogan?
- Junta-te a mim
- É bom. Olha lá, não tens medo do Barroselas?
- Ele é que tem medo de mim. Já me convidou cinco vezes para n.º2.
- Ò homem, era um grande tacho...
- Nada. Já aprendi a tabuada há muito tempo. As minhas equações agora são outras.
- Estás cada vez mais parecido com o Sócrates...
- Há quem me chame o Socas de Matoses.
- O meu amigo Jorge Punk gosta de ti e diz que só tens um problema.
- C..., qual é?
- São coisas da juventude. Adiante. O que queres fazer em Matosinhos?
- Quando for eleito vou fazer uma parada gay.
- ?
- Uma parada militar.
- ?
- E uma equiparada.
- Uau!
- Posso ter começado a levantar os outros nos meu ombros mas eles vão acabar por me vir comer à mão.
- E já tens equipa?
- Sou e mais dez.
- Se precisares de alguma coisa...
- Conto sempre contigo. Sabes que gosto de ti, apesar de seres gordo e anarca.
- Eu sei.
- Podes escolher o posto.
- Quero ser chefe dos paquetes.
- Só isso?
- Dos paquetes que atracam aqui em Leixões.
- Vou ver o que se pode arranjar...
- O meu sonho foi sempre mandar no barco do amor e poder escolher uma velhinha rica americana todas as noites, que elas sabem-na toda. E somos nós sempre a gastar o cartão de crédito delas e não o contrário. Se bem que o contrário também é uma posição interessante...
- Essa boa. Nunca tinha pensado nisso.
- Última pergunta, Toninho, e peço-te só que sejas franco: o que estavas a fazer na lota naquele dia?
- Vou dizer isto pela primeira vez e por ser para ti e porque sei que toda a gente lê o teu blog: fui comprar lulas.
- Por falar em lulas, se deixasses crescer a barba...
Enviar um comentário