quinta-feira, 26 de março de 2009

A MINHA FRANCISCA

Não digam que não é uma boneca a minha filha Francisca. Cá está ela encostada à parede que, no seu colégio, pais e filhos grafitaram. Confesso que foi uma surpresa para mim sobretudo atendendo ao ambiente em causa. Estamos sempre a ser surpreendidos e isto é que nos faz andar por aqui mais ou menos animados. Isto e também as nossas produções. Na parte que me toca, têm sido oito anos muito intensos e de aprendizagem. Agora andamos na fase dos mistérios da vida e do Universo. Deus também já passou por aqui mas não lhe demos muita importância. Nesta idade o mundo ainda é a cores. E quem já o vê a preto e branco não pode desperdiçar estes mergulhos na água tropical de uma mente livre e aberta. Sim, eu também perguntei várias vezes: "Não posso ser sempre criança?"
Enviar um comentário