domingo, 29 de março de 2009

ENFIM, O FIM

O país não evoluí. Pois não.
Como podia?
Os "webmasters" nacionais estão em choque com a capa da "Playboy" portuguesa. Certamente estavam à espera de ver a Elsa Raposo a fazer o pino, desafiando a consistência do silicone.
Quanto ao "Freeport", é o que sabemos - não tarda nada e está definitivamente arrumado. Como outros processos conhecidos e alguns até desaparecidos.
Vale que temos aí o Isaltino a afirmar que tinha umas sobras de campanhas eleitorais numa conta da Suíça. E o Avelino a acusar da PJ de perseguição...
Sim, é o que temos.
Pode parecer pouco mas acaba por ser muito. Temos um "Levanta-te e Ri" permanente, em todos os canais nacionais e num tasco perto de nossa casa.
Um país sorumbático, anestesiado sob o peso de um milhão de funcionário públicos e mais uns tantos resignados.
Quando as coisas funcionam por inércia, resta-nos o sexo tântrico. Ou um prato de tremoços. Se quiserem, as duas coisas.
Esta desistência nacional não se esquece com ansiolíticos.
Enviar um comentário