quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

O BADALÓ


"Tenho recordações marcantes do jornal “O Badalo” fundado pela ilustre e grande figura da Cultura, Santos Lessa."

Narciso Miranda, no seu blog.


Alertados por um leitor atento, fomos confirmar. É verdade. Narciso Miranda, o Mahmoud Ahmadinejad * de Matoses, já era badalado no início do sec. XX. Teme-se o pior para as hostes de Guilherme Pinto. O homem é mesmo um daqueles "highlanders", os imortais. Só mesmo cortando-lhe a cabeça é que a coisa se pode compor. Se assim não for, o Barroselas vai continuar a dar ao badalo. E ai se aquele badalo falasse...

* O (feliz) baptismo é do Carlos Abreu Amorim, para que conste.
Enviar um comentário