quinta-feira, 6 de novembro de 2008

TSUNAMI NA CRISTA DA ONDA


O famoso "Magalhães" é um produto de Matosinhos. Podem dizer o que quiserem, que é uma cópia de uma máquina semelhante da Intel, que não passa de um computador para jogos infantis... Ok, estamos habituados a este tipo de maledicência, bem reflectida no facto de a própria História de Portugal afirmar hoje que não descobrimos o Brasil, que apenas o achamos. Com sede em Perafita, a Tsunami soube cavalgar a onda e o "Magalhães" é um sucesso. Passei ontem perto da sede da empresa dos irmãos Sá Couto e deu para perceber a azáfama que por ali vai. Perafita tem uma empresa que a colocou no mapa e o que está a acontecer deve também orgulhar os matosinhenses. Afinal, não servimos apenas para limpar as latrinas dos franceses, as vidraças dos alemães ou para a pesca do atum nos grandes bancos da Terra Nova.

Enviar um comentário