terça-feira, 7 de outubro de 2008

A CRISE NÃO PASSA POR AQUI?


No 2º trimestre de 2008 o valor médio de oferta dos fogos da Área Metropolitana do Porto (AM Porto) era de 1.271 €/m2. O crescimento registado entre os dois primeiros trimestre do ano foi de 0,7%. O valor/m2 mais elevado continua a verificar-se no Porto, tendo crescido 0,5% no trimestre em causa, fixando-se nos 1.673 €/m2. Matosinhos é o segundo concelho da AM Porto com valores mais elevados, estando 140 €/m2 acima da média da área metropolitana. Porto, Matosinhos e Espinho foram os concelhos com valorizações mais acentuadas da AM Porto. Os restantes seis concelhos apresentaram valores abaixo da média da AM Porto, ou seja, abaixo de 1.271 €/m2, com um ritmo de crescimento menos acentuado, face aos três concelhos acima citados. A Maia e Gaia evidenciam mesmo uma tendência de estabilização em torno dos 1.080 €/m2.Foz supera 2.300 €. As dez freguesias com maior volume de oferta da AM Porto pertencem aos concelhos do Porto e de Matosinhos, estas freguesias concentram 78% da oferta residencial existente nestes dois concelhos. Paranhos é a freguesia da AM Porto com maior oferta residencial sendo responsável por de 22% dos imóveis em oferta no concelho do Porto, com valores médios na ordem dos 1.500 €/m2. As freguesias com imóveis mais valorizados estão na sua maioria no concelho do Porto. Nevogilde e Foz do Douro são as freguesias com imóveis mais caros, acima dos 2.300 €/m2. No patamar intermédio, acima dos 1.900 €/m2, estão Aldoar e Massarelos, seguidas por Lordelo do Ouro e Ramalde, com valores de 1.770 e 1.662 €/m2, respectivamente.A zona histórica do Porto, constituída pelas freguesias de São Nicolau, Sé e Vitória, colocam-se no ranking com valores médios na casa dos 1.650 €/m2.Matosinhos (freguesia) e Leça da Palmeira também estão entre as freguesias mais caras, com valores que rondam os 1.600 €/m2. Cedofeita consiste na última freguesia a entrar no ranking das dez mais caras, com valores médios já abaixo dos 1.600 €/m2.
in JORNAL DE NEGÓCIOS
Enviar um comentário